Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

(Foto: Rosiron Rodrigues/Goiás EC)
jean carlos goias assess
Jean Carlos chegou ao Goiás com status de “camisa 10”, apesar de não usar essa número em seu uniforme. Foi da cobrança de falta de Jean que saiu o primeiro gol do clube esmeraldino no Goianão 2017, marcado por Léo Gamalho, de cabeça. O jogador também comentou sobre o árbitro Bruno Rezende (GO) e toda a polêmica em volta do atacante Walter. Para ele, o Goiás precisa correr atrás de alguma providência por conta do ocorrido.

“Mostra que ele não está preparado para apitar um jogo de futebol. Um cara que usa dessa maneira para se dirigir ao jogador, a qualquer pessoa, mostra que não está preparado. Mas o Goiás vai atrás, vai fazer alguma coisa porque não pode ficar nessa maneira. Lá dentro a gente trata com respeito, até pra não tomar cartão e ele fala uma coisa dessas. Uma situação muito chata, mas tenho certeza que o Goiás vai atrás disso”, afirma.

O meia lamentou o gol sofrido no final, mas reforçou a importância de pontuar, mesmo com um empate fora de casa. “Começo de temporada é sempre complicado. Tem alguns erros que a gente tem que acertar, mas fizemos uma boa estreia. Em minha opinião, fomos um pouco prejudicados pela arbitragem em uma jogada que o Bolt pegou só a bola. Além de dar a falta, o árbitro expulsou um jogador importante para o nosso time. Apesar disso, acredito que foi uma boa estreia. O time se portou bem e fizemos gols que é o mais importante. Estou feliz e acredito que vai ser uma boa temporada para mim”, afirma.

Jean acredita que o fato de enfrentar o Goiás é um grande fator para que seus adversários fiquem motivados. Segundo ele, os clubes que enfrentam o time esmeraldino se doam mais para conseguir um bom resultado. Apesar de liderar o placar por duas oportunidades e acabar ficando no empate, Jean reforçou a ideia que o importante é pontuar.

“Acredito que é sempre bom pontuar. Ainda mais fora de casa. As equipes que vêm jogar contra o Goiás sempre dão algo mais. Mas ficou aquele gostinho de que a gente poderia ter saído com os três pontos. Para mim, o importante é pontuar. Esse tento pode fazer a diferença lá na frente”, ressalta.

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757