Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Antigo uniforme do Goiás, ainda com a marca da Dryworld, com o patrocínio da Caixa. (Foto: Site Oficial do Goiás)
uniforme goias caixa
O Goiás enviou uma comitiva para Brasília com o intuito de resolver as pendências com a Caixa para a assinatura de um novo contrato de patrocínio. O fato negativo é que o clube ainda não chegou a um acordo com a estatal. A boa notícia para os esmeraldinos é que a direção já encaminhou uma contraproposta para a direção do banco, que analisará as requisições dos goianos.

Ao lado do presidente executivo Sérgio Rassi, estiveram na reunião o vice-presidente Júnior Vieira, a gestora de marketing Monara Marques, o representante do departamento jurídico do clube Frederico Oliveira e a superintendente regional da Caixa Marise Fernandes de Araújo. A equipe esmeraldina foi recebida pelo vice-presidente da Caixa José Henrique Marques da Cruz e o diretor de marketing Mario Ferreira Neto.

“Temos até o dia 15 de fevereiro para assinarmos o contrato. A proposta que nos foi feita não atende as nossas solicitações financeiras. Fizemos uma contraproposta com vários itens. Vamos ver se até o dia 15, caso eles (a direção da Caixa) estejam satisfeitos, poderemos assinar o acordo com a entidade”, afirma Sérgio Rassi.

Vale lembrar que em dezembro de 2016, o vice Júnior Vieira havia concedido entrevista à 730 saudando a Caixa como novo patrocinador do clube. O problema foi que a direção esmeraldina externou o acordo ainda sem ter o contrato assinado com o banco, fato que tumultuou as negociações. Por fim, a Caixa formalizou proposta ao Goiás oferecendo uma quantia menor que a do ano passado (de R$300 mil/mês para R$200 mil/mês).

A expectativa do presidente esmeraldino é que as ações sociais e de marketing do clube colocadas na contraproposta deem um gancho para a assinatura do contrato com a estatal. Rassi está ‘entusiasmado’ com o fechamento do acordo. “Eu diria que está muito bem encaminhado. Tanto do ponto de vista financeiro, quanto através de contrapartida em diferentes ações que passaríamos a fazer com a Caixa”, ressalta.

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757