Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

(Foto: Reprodução/GEC)
tiago luis assessoria
Foram seis gols marcados (em 22 jogos) e muita regularidade técnica com as cores do Paysandu em 2016. No passado ainda é possível encontrar comparações com Lionel Messi e rumores envolvendo uma transação com o poderoso Real Madrid. Com passagens por clubes como Santos, Ponte Preta e Chapecoense, Tiago Luís agora terá a oportunidade de defender e mostrar seu futebol com a camisa do Goiás.

A última contratação esmeraldina foi antecipada na semana passada pelo repórter André Rodrigues, da Rádio 730, e oficialmente apresentada na última segunda-feira (16). Durante a coletiva, Tiago fez questão de agradecer diretoria, comissão técnica e torcida do Alviverde prometendo ajudar, independente da posição, o Goiás nos objetivos da temporada 2017.

“Estou feliz de vestir o manto desse clube. É muito legal e gratificante receber a confiança da equipe, torcedores e do treinador Gilson Kleina. Nos últimos dois anos atuei como meia mais centralizado e anteriormente como atacante, no entanto, estarei à disposição para jogar em qualquer posição visando ajudar o clube nos seus objetivos. Espero dar continuidade no meu futebol, conquistando títulos e chegar ao objetivo principal que é subir para a Série A”, declarou o jogador.

Já realizando treinamentos com os novos companheiros, Tiago Luís sabe que não poderá ajudar o Goiás amanhã, durante o primeiro amistoso do time na temporada. O duelo contra o Uberlândia será realizado na Serrinha, às 17 horas. A expectativa do atleta é de jogar pelo menos um período no amistoso do próximo sábado contra o Brasília. “Tenho que pagar esses seis dias de atraso nos treinamentos”, comentou o meia-atacante.

A negociação para contratar Tiago Luís não foi nada fácil. De acordo com veículos de comunicação de Florianópolis e Recife, Figueirense e Sport oficializaram propostas para o jogador. Mas segundo o próprio atleta a prioridade sempre foi o Goiás e ele explicou a escolha pelo Alviverde.

"Posso listar vários motivos: estrutura, organização, ambiente de trabalho, um contrato maior e pessoas sérias, por exemplo. O Goiás é um time grande e de muita tradição. Deixei prioridade para o Harlei e a demora para assinar ocorreu porque não era algo que só eu iria decidir, mas estou feliz de hoje estar aqui”, disse Tiago.

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757