Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Milton Bueno / Apito Esportivo
goias nacional milton bueno apito esportivo 2
Se antes da Copa São Paulo de Futebol Júnior o Goiás não era a principal escolha do torcedor goiano para avançar no torneio, hoje o clube esmeraldino respondeu em campo e praticamente selou sua classificação à próxima fase (mata-mata) da maior competição de base do país. Na tarde desta sexta-feira, a equipe alviverde venceu, de virada, o Nacional-SP por 2 a 1 pela segunda rodada do Grupo 24 da Copinha.

O Goiás segue na primeira posição de seu chaveamento, agora com seis pontos, com três de vantagem para o vice-líder, o próprio Nacional-SP. No entanto, ainda não foi hoje que o avanço na Copa São Paulo foi conquistado pelo time esmeraldino. Isso porque o Cori-Sabbá-PI venceu o Pérolas Negras-HAI por 1 a 0 e ainda mantém chances matemáticas de avançar na competição.

Dessa forma as decisões dos classificados e posições na chave ficam para o próximo domingo (8). E é bom deixar o despertador ligado. Às 9 horas da manhã (de Brasília) o Goiás, no Estádio Nicolau Alayon, decide sua vida na Copa São Paulo de Futebol Júnior contra o Cori-Sabbá-PI. Na sequência, às 11 horas, o Nacional-SP, no mesmo local, enfrenta o Pérolas Negras-HAI.

Erros de passes

O Nacional-SP começou o jogo a mil pelo lado esquerdo. Bruno Porto, do Naça, atacou com bastante liberdade e fez o goleiro Vinícius trabalhar. Após a pressão do time paulista, o Goiás buscou o equilíbrio do jogo adiantando a marcação, mas deparou-se com o mesmo problema do duelo contra o Pérolas Negras-HAI: erros de passes. Principalmente quando o passe poderia se tornar uma finalização a gol.

Dale penais!

Os dois primeiros gols da partida saíram de bola parada, mas com formas discrepantes de avaliações. O tento do Nacional-SP, que tirou o zero do placar, foi assinalado, mas com ressalvas por ter sido em uma jogada duvidosa. Como o zagueiro Pedro Silva não tinha nada a ver com isso ele empurrou para o fundo das redes. Já o meio-campista Nilson, em pênalti claro, conforme opinou Milton Bueno, comentarista do Apito Esportivo, deixou tudo igual ainda na primeira etapa.

A virada

O gol da vitória esmeraldina demorou um pouco mais do que esperado, mas saiu. O Nacional-SP começou o segundo tempo da mesma forma como o começo da partida: partindo para cima. No entanto, o goleiro Vinícius repetiu a boa atuação, que já havia sido realizada contra o Pérolas Negras, e segurou o ataque do Naça, principalmente do ótimo atacante Steylor, que deu muito trabalho com dribles e finalizações.

Contudo, jogando com muita atenção defensiva e aproveitando os contra-ataques, o time melhorou no passes e em uma jogada rápida a bola foi alçada na área onde o jogador Patrick só teve o trabalho de cabecear para as redes e comemorar o tento da vitória.

FICHA TÉCNICA
Jogo
: Nacional x Goiás
Data: 06/01/2017
Horário: 14h00
Local: Estádio Nicolau Alayon (SP)

Árbitro: Marcelo Fabiano (SP)
Assistentes: Alex Ribeiro (SP) Robson Oliveira (SP)

Gols: Pedro Silva, aos 20’ do 1T (NAC) | Nilson, aos 28’ do 1T, Patrick, aos 29’ do 2T (GEC)

NACIONAL: Victor; Pedro, Rafael, Fabiano e Bruno Porto (Fernando Sales); Emerson, William (Lucas C.), Gabriel (Lucas de Paula), Luiz Henrique; Zé Ricardo (Luiz Vinicius) e Steylor (Vinicius de Oliveira). Técnico: Estephano Djian.

GOIÁS: Vinícius; João Negão, Guilherme, Cleuber e Rodrigues; Madson (João Neto), Caetano, Nilson (Flávio) e Wallyson (Rafael); Patrick (Filipe Trindade) e Otacildo. Técnico: Sílvio Criciúma.

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757