Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail
Sagres A Caminho da Copa

(Foto: Mantovani Fernandes)
image
 Um dos principais assuntos discutidos neste início do Campeonato Goiano foi o fato de não haver jogos no Serra Dourada, principalmente o clássico entre Goiás e Vila Nova que acontece neste domingo (21), às 17h. Com isso, o jogo acontecerá no Estádio Olímpico apenas com a torcida do Goiás, pelo fato de o mando de campo ser do time esmeraldino e por determinação judicial que prevê torcida única. Presidente da Federação Goiana de Futebol, André Pitta comenta sobre a estrutura do estádio Olímpico para o clássico deste final de semana.

“Lógico que o Serra Dourada é o principal palco do futebol goiano e necessita de algumas melhorias, mas o Estádio Olímpico é um lugar aconchegante. No momento em que precisarmos de um lugar maior, o Serra Dourada vai estar sempre a disposição. O Estádio Olímpico hoje não deixa nada a desejar e o Atlético fez jogos de Série A nele, até técnico Mano Menezes esteve aqui e elogiou a estrutura. Acho que o Olímpico hoje nos preenche bem”, diz.

O Goianão teve início nesta quarta-feira (17) e um dos jogos que esquentou a rodada dentro e fora de campo foi entre Goiás e Aparecidense. O técnico Hélio do Anjos acabou sendo expulso após reclamação com o quarto árbitro, Anderson Gonçalves. As declarações de Hélio após o apito final bateram de frente com a arbitragem principalmente em relação ao jogo contra o Vila Nova. Porém, Pitta acredita que as palavras do técnico esmeraldino não influenciaram em nada no clássico.

“Acho que não incendeia. O que incendeia é chegar dentro de campo e fazer uma bela partida como o Goiás fez. Um bom trabalho tecnicamente como Hélio dos Anjos fez com a sua equipe. É isso que o torcedor quer ver. Às vezes polêmica com arbitragem não traz benefício nenhum. De vez em quando coloca em cheque a honestidade e a moral das pessoas que administra e apita. Acho que isso não leva a lugar nenhum. Todos sabem a seriedade e imparcialidade que nós levamos”, finaliza o presidente.

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757