Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Paulo Marcos / ACG
igorenrique.paulomaros
O Atlético tem mais uma tarefa difícil nesta quinta-feira (9). Dessa vez a equipe rubro-negra encara seu xará Atlético Mineiro, jogando no estádio do Independência, às 20 horas. Jogando melhor fora de casa, o time vai tentar mais uma vez surpreender, assim, como foi nos jogos diante de Corinthians, Avaí e Ponte Preta, e nos empates suados diante do Atlético Paranaense e Vitória.

Com contrato até o final da temporada, o meia Igor tem a consciência que para o rubro-negro, cada jogo é uma final: “temos nossa dignidade. Vamos lutar até o fim, vamos jogar pela nossa honra”. Adversário de quinta, o clube mineiro precisa vencer também, dificultando ainda mais a vida do Atlético, que dos seis jogos, precisam vencer os seis para permanecer na elite. Uma tarefa quase impossível segundo o meia.

"Temos que conquistar todos os jogos, como o professor falou. Dos seis jogos, temos que ganhar os seis, que é uma coisa quase impossível. Mas iremos contra o Atlético (Mineiro), um jogo difícil, que eles precisam do resultado. E estamos numa situação praticamente complicada, porque temos que vencer, mas não temos nada a perder e vamos lá em busca de uma vitória", afirmou.

Se em casa o retrospecto é bom, em casa não podemos dizer o mesmo. Domingo ainda o clube do meia Igor recebe o Sport, no Olímpico.

"Jogar dentro de casa onde não estamos fazendo bons papéis. Então, vamos pensar nesse jogo do Atlético Mineiro e quem sabe sair de lá com uma vitória, que será muito importante para a gente", destacou.

Igor estava sendo reserva nas últimas partidas. Porém, diante do São Paulo, ele voltou a titularidade por conta do meia Jorginho ser a ausência.

"Foi bom sim. Eu só estava entrando nos jogos. E contra o São Paulo comecei jogando. Não fizemos uma partida muito boa. O primeiro tempo assim então, mas no segundo tempo começamos até melhorar. Agora eu espero melhorar mais contra o Atlético Mineiro e quem sabe fazer um gol", finalizou.

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757