Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

(Foto: Paulo Marcos/Atlético CG)
adson batista
O Atlético empatou com o São Paulo na noite desta quinta-feira (13), no estádio Morumbi, por 2 a 2. Em um jogo emocionante e com belos gols, o Dragão conseguiu movimentar o jogo levando perigo ao Tricolor. A equipe paulista vencia a partida até os 38 minutos, mas o Atlético conseguiu o empate com um belíssimo gol de Everaldo aos 41 minutos. Diretor de futebol do Atlético, Adson Batista comenta o desempenho da equipe atleticana.

“Foi uma partida muito importante por tudo que nós temos passado nesta campanha. Nós precisávamos muito de um resultado como esse para levantar a autoestima, por que as coisas não estavam dando certo. Isso também teve importância para que o Doriva continue sendo profissional e muito correto. Precisávamos mudar a forma que estávamos jogando. Colocamos jogadores novos com outra motivação. Nós estávamos muito fragilizados por que precisávamos ganhar o jogo, mas trás uma nova esperança para continuarmos na competição”, ressalta. 

A partida teve como destaque dois jogadores atleticanos: Niltinho e Paulinho, que tiveram um excelente desempenho em campo. O jovem Niltinho, de 21 anos, fez sua estreia como titular nesta quinta-feira e fez um belíssimo gol de fora da área. O volante Paulinho já atuou ao lado de Doriva, no Ituano, e na partida contra o São Paulo fez um belíssimo passe para Niltinho.

Adson Batista ressalta a importância desses novos jogadores para o elenco. “Nós estamos precisando de jogadores que chegue e traga algo diferente, que chegue com espirito diferente e se assuma dentro de campo. Isso serve para recuperar a equipe, por que com os números de derrotas que temos tira o emocional de qualquer jogador. Achei o Niltinho um jogador muito consciente que tem velocidade e qualidade técnica. O Paulinho é um jogador que já jogou no Internacional e tem um perfil muito competitivo. Ele entrou muito bem e é da confiança do Doriva por ter sido campeão com ele no Ituano”, comenta.

O próximo confronto do rubro-negro será contra o Atlético-MG. O jogo acontecerá no Estádio Olímpico às 16h. Os custos do estádio Olímpico ainda preocupam a direção atleticana, que cobra por esforços de seus torcedores.

“Jogar no Olímpico é muito caro. O custo em um jogo no Olímpico não fica menos de 35 mil reais. O Atlético vive no seu limite. Eu acho que ingresso de Série A contra o Atlético-MG  vinte reais é um preço justo. O torcedor que amar o Atlético tem que abraçar o time. Temos que tentar recuperar a equipe. O futebol é bom por isso, por que as coisas mudam muito rápido. Esperamos que o torcedor vá ao estádio e ajude a equipe. Temos que procurar essa recuperação”, finaliza.  

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757