Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

(Foto: Arthur Magalhães/Portal 730)
adson batista arthur magalhaes 2
Na manha desta sexta-feira (8), a 730 informou com exclusividade que Júnior Viçosa não renovaria com o Atlético. Perto do fim de seu contrato, o atleta teria acertado verbalmente com o rubro negro que continuaria no clube. Em entrevista a Rádio 730, o diretor de futebol Adson Batista diz ter sido pego de surpresa.

“Foi um situação que eu fiquei sabendo por terceiros. É uma atitude que eu deixei bem claro para ele que tínhamos que tínhamos que esperar o contrato terminar para assinar um novo contrato. Por que tem muitas multas, ele vem da Suíça. Eu isso coloquei para ele  e ele disse que não estava feliz, que não estava satisfeito  com a comissão técnica que não estava colocando ele. Alguns dias a gente tem sentido que ele não estava envolvido, principalmente o treinador tinha reclamado comigo. É uma situação ruim por que a gente tinha um planejamento”, comenta.

Fora do Atlético, Viçosa teria entrado em contato com o Goiás para retornar ao clube. A equipe já teria formalizado com um pré-contato ao jogador. “Eu não tenho essa informação. Mesmo por que a gente foi pego de surpresa. Mas eu sou maior do que isso. O Atlético é maior do que isso. Se realmente consolidar isso a gente vai seguir a nossa vida. Vamos buscar alternativas e pensar grande sempre tentando sair dessa situação, que o Atlético não merece.”, diz.

O Atlético não vive um bom momento na Série A. O clube é o lanterna da competição, com 7 pontos. Adson ressalta alguns motivos extra campo que explicam a situação do rubro negro.

 “Verdade é que a gente fez um ano de 2016 muito bom. Evidente que algumas coisas nos pegou de surpresa. Algumas situações, alguns acordos, algumas coisas que entraram no orçamento do Atlético-GO.  A gente teve que priorizar tudo e respeitar o nosso orçamento. As vezes o torcedor não vê isso.  O torcedor só enxerga por um lado. Um clube como o Atlético se não tiver um divisão maior, se não tiver condição de montar o time em janeiro e fevereiro vai passar por muitas dificuldades e é isso que está acontecendo“, finaliza o dirigente.  

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757