Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Assessoria ACG
dorivaa 001
O Atlético tem mais uma difícil partida pela frente pelo Brasileirão da Série A. O adversário da vez é o Vasco da Gama, em São Januário, no próximo domingo (25), às 11 horas da manhã. O time rubro-negro ainda não conseguiu pontuar fora de casa, problema este que o técnico Doriva pretende resolver no duelo. Segundo o treinador, o Dragão jogou bem as duas partidas fora em que esteve no comando, mas não foi eficiente o bastante para converter em gol. 

"Um parâmetro importante são as chances que temos criado. Obviamente que não temos tido a eficiência que é necessária para que possamos fazer os gols que nos deem pontos, mas acho que há uma evolução, tem margem de crescimento ainda e temos que seguir acreditando sempre. Fizemos bons jogos, tanto contra o Atlético-PR em casa, quanto com o Palmeiras fora. Temos que repetir a performance, mas com um aproveitamento melhor das jogadas", afirmou. 

Contra o Palmeiras, na Allianz Parque, na última quarta-feira, o Atlético jogou bem. Souber marcar a até mesmo levou perigo, mas em uma desatenção da equipe nos segundos finais do primeiro tempo, o time paulista marcou o único gol da partida. Jogando fora de casa, o técnico Doriva acredita que o Dragão precisa ter uma estratégia consciente para buscar o resultado, nem recuado demais e nem agredindo muito,  mas sim encontrar um equilíbrio.  

"É uma estratégia, temos que saber o nível da competição e dos adversários. Temos uma estratégia clara e colocamos em prática contra o Cruzeiro, que eu achei que não foi muito eficiente porque ficamos muito atrás, mas diante do Palmeiras gostei muito. Criamos ocasiões, mas os gols não saíram. Com a equipe que temos, precisamos ter inteligência e saber os momentos em que temos que ser agressivos", destacou. 

No retrospecto contra o time carioca, o Atlético nunca venceu em São Januário, o máximo que conseguiu foi um empate. Doriva comentou sobre. "É um campo onde o Vasco se impõe bastante, é uma cobrança interna de ter essa identificação com a casa. Temos que fazer grande partida para conseguir fazer uma vitória lá, espero que a gente consiga", finalizou.

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757