Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Divulgação
marcelocabopb
Após a derrota para o Bahia por 3 a 0 na noite desta segunda-feira (5), Marcelo Cabo entregou o cargo de treinador do Atlético ainda nos vestiários. Quem confirmou toda a situação foi o diretor de futebol e vice-presidente do clube, Adson Batista, em entrevista exclusiva para a Rádio 730. A derrota para o tricolor baiano foi a terceira com uma diferença de três gols neste Brasileiro Série A. O Atlético é lanterna da competição com nenhum ponto conquistado até aqui, 11 gols sofridos e apenas um marcado. 

Contratado em maio de 2016, Marcelo deixa o clube após um ano e um mês no comando. Foi o treinador que mais tempo ficou como comandante rubro-negro. Ao todo, Cabo esteve à frente do Dragão em 60 jogos e somou 20 vitórias, 16 empates e 16 derrotas, aproveitamento de 55,5%. Ano passado fez uma campanha histórica com o time ao conquistar o inédito título da Série B e o acesso de formas antecipadas, superando grandes favoritos como Vasco e Bahia.  

Este ano, no Goianão, o clube sofreu com o desmanche do elenco que fez história na Série B e não conseguiu acertar nas contratações, terminando o campeonato na quarta colocação. Pela Série A, comandou a equipe em quatro partidas: na primeira rodada, jogando no Couto Pereira, perdeu por 4 a 1 para o Coritiba. Na segunda, encarou o Flamengo, no Serra Dourada, e perdeu por 3 a 0. Na terceira rodada, acumulou outra derrota, desta vez para o Corinthians por 1 a 0. E nesta segunda-feira perdeu novamente jogando contra o Bahia, na Fonte Nova, por 3 a 0.  

O próximo compromisso do Atlético na Série A é na quinta-feira (8), contra a Ponte Preta, no Estádio Olímpico. Caso um novo treinador não seja anunciado até lá, o auxiliar João Paulo Sanches deve comandar a equipe pela 5ª rodada do Brasileiro.

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757