Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Assessoria ACG
marcelo cabo assessoria acg
O Atlético perdeu para o Corinthians na tarde deste domingo (28), no Estádio Serra Dourada, por 1 a 0, pela terceira rodada do Brasileirão Série A. O time rubro-negro acumulou sua terceira derrota consecutiva na competição e tem a pior campanha até aqui. No momento, o Dragão é o lanterna sem nenhum ponto, nove gols sofridos e apenas um marcado. Após o térmido do duelo contra o Corinthians, o técnico Marcelo Cabo lamentou as chances perdidas contra o time paulista e comentou sobre a zona de rebaixamento.

“É algo que preocupa desde o início da competição, todos sabem que entramos para brigarmos contra o rebaixamento, que pudéssemos o mais rápido estar numa zona intermediária. Infelizmente tivemos uma tabela muito difícil agora no início da competição, formatando uma equipe, mas o mais importante é a evolução dos últimos dois jogos. Jogamos de igual para igual contra o Corinthians, tivemos três chances frente a frente com o Cássio e não matamos. Não foi um jogo desequilibrado”, afirmou.

O treinador também aproveitou para fazer uma análise da partida. Apesar do placar negativo, o Atlético mostrou uma grande evolução em relação aos outros dois jogos (contra o Coritiba e Flamengo), com boa marcação e criação de jogadas, mas na hora de finalizar, pecou.

“Tivemos bons momentos, teve horas que a marcação encaixou, em outras afrouxou. No primeiro tempo permitimos que o Corinthians jogasse muito, esta oscilação nos fez levar o gol. Um gol que foi por conta de uma falta de atenção nossa. Mas acredito que no intervalo fizemos as modificações necessárias, evoluímos, fizemos um bom segundo tempo, mais equilibrado. Tivemos quatro boas chances para empatar o jogo, mas infelizmente o gol não saiu. Temos 35 rodadas pela frente, é um campeonato de resistência, estamos nos preparando”, destacou Marcelo.

O treinador afirmou que, mesmo com o começo ruim, não se preocupa sobre ser demitido, e que vai continuar focado em fazer seu trabalho. “Eu não temo ser demitido, quando chego a um clube me preparo para chegar e para sair. Tenho convicção do meu trabalho, de que estou no caminho certo. Mas o cargo do treinador está garantido somente até o próximo jogo, é assim que funciona. Vou continuar meu trabalho, fazendo  essa equipe evoluir e vamos chegar onde queremos”, finalizou.

O próximo compromisso do Atlético é contra o Bahia, na Fonte Nova, na segunda-feira (3), às 20 horas, pela quarta rodada do Brasileirão Série A.

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757