Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Paulo Marcos / Assessoria ACG
walter.assessoriaacg
O Goiás conquistou o tricampeonato goiano neste domingo (8), diante do arquirrival Vila Nova, no Estádio Serra Dourada, após vencer os dois jogos (o primeiro por 3 a 0 e o segundo por 1 a 0). Para chegar até a grande final, o time esmeraldino eliminou na semifinal o Atlético, clube para qual o atacante Walter, ídolo alviverde, foi após uma suposta agressão no goleiro prata da casa esmeraldina, Matheus.

Logo após a conquista do título estadual, alguns jogadores do Goiás postaram uma foto em suas redes sociais provocando o atacante. Walter chegou até mesmo a comentar a foto postada por Léo Sena, deixando claro que ficou chateado. Na manhã desta terça-feira (8), em entrevista, o jogador lamentou a atitude dos ex-companheiros.

“Achei péssimo, há um mês estava com eles. Tem jogadores lá como Léo Sena e Carlos Eduardo que achei que tinham consideração por mim, mas depois disso não considero mais nada. Fiquei muito chateado porque não fiz isso com eles”, desabafou.

Walter chegou a jogar algumas partidas no início do Campeonato Goiano pelo Goiás, mas afirmou que não se sente parte desta conquista. “Joguei cinco, seis jogos, mas não me sinto campeão por conta do que os jogadores e dirigentes fizeram comigo. Tinham que ter tido um pouco mais de respeito, jogadores que subiram agora da base cheio de graça. Não ganharam nada pelo Goiás, no máximo um estadual que não conta quase nada”, declarou.

O atacante também falou do respeito que segue tendo pela torcida do Goiás e que não pensa em devolver essas provocações. “Muita gente pensa que quero dar o troco ou mostrar alguma coisa para o Goiás ou para alguém, claro que não. Preciso mostrar e provar é para mim mesmo, para o Atlético, quero ficar aqui mais um, dois anos. É um time que gosto, tem muitas pessoas boas e vou jogar para mim e, quem sabe, renovar o contrato”, afirmou.

Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro da Série A

O Walter não poderá jogar a Copa do Brasil pelo Atlético, já que disputou uma partida pelo torneio nacional com o Goiás. Mas mesmo assim, o atacante está confiante na equipe e revelou o conselho que deu para o grupo neste embate contra o Flamengo pelas oitavas de final da competição. O primeiro jogo é nesta quarta-feira (10), no Rio de Janeiro. O segundo, dia 24, no Serra Dourada.

“Falei para eles que tudo pode ser decidido no primeiro jogo, então precisam tomar cuidado amanhã para tudo não acabar lá. Nosso adversário é o Flamengo, mas nosso time está bem postado, bem treinado e quem sabe possamos conquistar uma vitória lá ou um empate para tentarmos classificar diante da nossa torcida”, destacou.

Além deste difícil duelo contra o Flamengo pela Copa do Brasil, o Atlético estreia no Campeonato Brasileiro diante do Coritiba, que é campeão paranaense 2017, fora de casa. Na segunda rodada encara o Flamengo, campeão carioca 2017, no Serra Dourada. Na terceira rodada recebe o Corinthians, campeão paulista 2017, também no Serra. Walter afirmou estar ansioso para esta difícil e prazerosa sequência de jogos.

“Campeonato Brasileiro da Série A não tem como escolher, vamos sair de um jogo contra o Coritiba e depois tem dois jogos em casa contra Flamengo e Corinthians, dois melhores times do Brasil. Isso é bom e eu gosto demais de jogar jogos assim, querendo ou não, todos param para ver”, finalizou.

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757