Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

adson batistaQue o Atlético não conseguiu atingir seus objetivos no Campeonato Goiano desse ano, não é novidade para ninguém. O clube que subiu da segunda para a primeira Divisão do Brasileirão no ano passado, e ainda levou o título da Série B pra casa, em nada se parecia com o time que foi eliminado na semifinal do Goianão para o Goiás. A equipe de Marcelo Cabo sofreu um desmanche no elenco no fim da temporada passada e o time montado para o Goianão desse ano oscilou muito na competição.

O diretor de futebol do Dragão, Adson Batista comentou sobre as mudanças que devem ser feitas no clube que tem pela frente o Flamengo nas oitavas da Copa do Brasil no dia 10 de Maio. “Já temos situações definidas, nós vamos fazer algumas mudanças, conversar com jogadores, com os empresários, são situações de um clube que não atinge o objetivo, eu conversei com alguns jogadores e deixei bem claro, tudo na vida é uma via de mão dupla, tem que ter produtividade, nós oferecemos o melhor, demos condição, o jogador teve sequência, não tem condição, não posso conviver com apatia, com jogadores que o perfil que nós precisamos principalmente agora pra Série A”, afirmou o dirigente.

E já para a Copa do Brasil, alguns nomes novos deverão ser anunciados, além de contratações já feitas que foram regularizadas no BID da CBF. “Esse planejamento foi feito ontem, nós discutimos isso. Fizemos um esforço muito grande através do Murtoza pra regularizar esses jogadores, pra poder dar um gás novo e a gente poder fazer essa reformulação, porque não tem condição do Atlético continuar com algumas situações que aconteceram. O Atlético pode até não apresentar tecnicamente o melhor, mas tem que ter disposição, e em alguns jogos eu não vi isso”, disse Adson.

O atacante Júnior Viçosa, um dos principais nomes no atual elenco rubro-negro está com o futuro indefinido na equipe, Adson falou sobre o jogador. “São situações que eu vou conversar com o empresário dele, o Viçosa tem algumas propostas, o Atlético não vai cometer nenhuma loucura porque não estamos refém de nada, agora é a hora de a gente buscar fazer tudo diferente, é evidente que o Viçosa tem história no clube, mas a gente tem que ter responsabilidades financeiras pra que as coisas possam acontecer”, afirmou o dirigente.

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757