Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Divulgação
adson vaivem
Após a derrota do Atlético no clássico com o Goiás por 2 a 1 pela semifinal do Goianão, o técnico Marcelo Cabo foi duramente criticado pelo presidente do Conselho Deliberativo, Jovair Arantes, e pelo ex-presidente do clube, Valdivino de Oliveira, pelas alterações realizadas no jogo. Segundo eles, o treinador interferiu de forma direta para que o resultado fosse negativo.

Na semana passada, uma informação vazou na imprensa de que o treinador do América-MG, Enderson Moreira, já estava acertado com o Dragão para o Campeonato Brasileiro da Série A. O diretor de futebol e vice-presidente do clube, Adson Batista, voltou a negar essa informação e se pronunciou sobre o futuro do técnico Marcelo Cabo. 

“No futebol não existe verdade absoluta. Tenho que ver vestiário, reação dos jogadores, se está absorvendo o que o treinador está passando. Aqui não é casa de amigos, o Marcelo Cabo é um dos melhores caras do mundo para se trabalhar, mas preciso ver se o grupo está reagindo a várias coisas. É evidente que o nosso planejamento é para que o Marcelo continue, mas preciso agir com a razão e não com paixão. Vou analisar jogo a jogo, mas que o Enderson Moreira está contratado foi uma informação plantada”, declarou.

Adson também se pronunciou sobre as fortes declarações feitas por Jovair Arantes e disse que entende o sentimento do mandatário, já que o desempenho da equipe foi muito abaixo do esperado por se tratar de um clássico em uma semifinal de estadual, e com o Atlético sendo o mandante do duelo.

“O Jovair tem direito de falar qualquer coisa, ele carrega o time, é uma das pessoas mais importantes no clube. Mas todos aqui estão chateados, ninguém gosta de ver o time passando por essas situações. Kléver levou um gol hoje que não costuma levar, uma bola morta, perdermos divididas demais, então são muitas coisas que precisam ser avaliadas. Todos nós precisamos melhorar e nos cobrar internamente, eu me incluo nisso, nosso planejamento não foi o ideal, tem jogador aí que não tem a mínima condição de nos ajudar. Vou buscar alternativas, não posso é ficar com um monte de jogadores que não possuem personalidade”, afirmou.

O diretor de futebol chegou a declarar que o Atlético não mereceu ganhar o jogo, afirmou estar decepcionado com o desempenho de Jorginho na partida, elogiou Viçosa e comentou que viu apenas mais uns três jogadores além do atacante, que fez o gol de empate, se entregarem dentro de campo.

“É preocupante, não merecemos ganhar o jogo, o time alterna muito em alguns momentos e temos que ter cabeça fria porque está pior do que ano passado, que nem se quer conseguimos a classificação. Hoje saio muito preocupado, alguns jogadores estão sem vontade, sem espírito para jogar uma decisão. Vi o Viçosa e mais uns dois ou três jogadores apenas se entregando de verdade. Temos que fazer alguma coisa porque já estamos quase no meio do ano e ainda não jogamos de forma ideal”, finalizou.

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757