Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Arthur Magalhães / Portal 730
marcelo cabo arthur
O Atlético venceu o Vila Nova por 1 a 0 em clássico disputado no estádio Serra Dourada neste domingo (19). A vitória colocou o clube rubro-negro na cola dos líderes gerais do Goianão Goiás e Vila. O gol da partida foi marcado por Wanderson, aos 21 minutos do 2º tempo. As afirmações do técnico Mazola Júnior, que citou que o Atlético usou dos bastidores para vencer o jogo, também foram repercutidas pelo técnico Marcelo Cabo.

“Gostaria que ninguém tirasse o mérito da minha equipe pela vitória. Ganhamos com méritos e porque tivemos um bom intervalo. O Atlético ganhou porque seu treinador fez duas substituições ousadas e buscou a vitória desde o primeiro minuto. Não vou permitir que ninguém tire o brilho da vitória do Atlético. Quero dedicar a vitória à diretoria e a minha torcida”, afirma.

Cabo continuou comentando sobre a arbitragem e as falas de Mazola. “O Atlético usou foi de muito trabalho semanal. Você (repórter Pedro Henrique Geninho) viu o quanto trabalhei para construir uma equipe para vencer. A opinião dele é a opinião dele. Não ouvi, então não vou comentar. O Atlético sobre quatro pênaltis no campeonato e, na minha opinião, a arbitragem do futebol goiano é muito idônea. O erro e o acerto acontecem”, conta.

Sobre as palavras de Mazola, Cabo ainda finalizou. “Não entendo que houve nenhum erro no jogo que o árbitro determinasse o placar do jogo. Ele apitou muito bem. Ele é muito educado e muito bom tecnicamente. Os comentários do Mazola tenho que respeitar. Mas entendo que não enxergo que o árbitro influenciou no jogo”, ressalta.

No primeiro tempo, o time rubro-negro acabou deixando a desejar. Já na segunda etapa, um espírito diferente foi tomado pela equipe de Campinas, que acabou mudando a história do jogo. “Na primeira etapa faltou essa qualificação. Daí houve a ousadia por parte da comissão técnica, ao abrir mão de um volante e jogar com apenas o segundo volante e dois meias. Eles estavam jogando com nove jogadores atrás da linha da bola. Precisávamos circular a bola. Coloquei o Betinho, que tem um passe muito bom, para jogar com o Jorginho e o Luiz Fernando e construírem um jogo por dentro. E o Negueba quebrou muito bem com o Willians e jogou muito nas costas dos volantes deles, dando um espaço nas laterais”, ressalta.

O próximo duelo do Atlético será contra o Iporá, na próxima quinta-feira, às 19h30, diante do Iporá, no Estádio Olímpico Pedro Ludovico Teixeira. O rubro-negro é o líder do Grupo B com 10 pontos.

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757