Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

(Imagem: Arthur Magalhães/Portal 730)
adsonbatista atletico arthurmagalhaes
Responda rápido: resultado de jogo-treino importa? Se você pensou que “não”, saiba que para o diretor de futebol e vice-presidente executivo Adson Batista a resposta é outra. Após a derrota do Atlético no primeiro amistoso da temporada, o dirigente declarou ao repórter Pedro Henrique Geninho, da Rádio 730, que o sentimento depois do apito final foi de frustração.

“Eu não gosto de perder, estou frustrado. Não temos uma equipe definida. E mesmo com todos os problemas foi possível enxergar que alguns jogadores não tem condições, de talvez, permanecer. Evidente que preciso ter calma e trabalhar com equilíbrio. Alguns atletas percebi que possuem potencial, Abuda e Roger Carvalho, por exemplo, que se destacaram individualmente”, comentou Adson.

Na visão do gestor, o time perdeu sua característica. Dessa forma, o trabalho tanto para ele como para o técnico Marcelo Cabo será ainda maior, porém todos cientes do desafio. Adson Batista destacou que não é possível avaliar os novos jogadores por um duelo, mas ressaltou que continua preocupado com algumas situações.

“A realidade é que precisamos melhorar no sentido de equipe. Hoje faltou criatividade e intensidade, a nossa responsabilidade é muito grande e os jogadores precisam entender que o Atlético é um clube que exige muito”, disse.

Jorginho 2019

Como antecipado nas mídias digitais da Rádio 730, o meio-campista Jorginho assinou novo vínculo com o Atlético. Ele fica por mais duas temporadas. Oriundo da base do rival Vila Nova, o jogador foi contratado pelo time atleticano em 2013, após acionar a Justiça Trabalhista, onde solicitou a rescisão de contrato com o clube colorado por ter salários atrasados e férias vencidas - ele teve uma rápida passagem pela Coreia do Sul, onde não se adaptou, retornando ao Atlético em 2015.

Desde que vestiu o manto rubro-negro, Jorginho se destacou pela qualidade com a bola nos pés, e, mesmo quando foi contestado pela torcida, respondeu em campo alcançando uma regularidade no decorrer das temporadas.

“Não foi uma renovação difícil porque todos os lados entenderam a negociação. O Jorginho gosta do Atlético, é muito querido por todos aqui. É um craque e vamos, juntos, trabalhar para alcançar um retorno”, declarou Adson Batista, que destacou que a multa rescisória continua fixada no valor de R$ 40 milhões para negociações dentro do futebol brasileiro. E US$ 20 milhões para negociações com equipes do exterior.

Jean chegando?

Nos últimos dias o repórter Pedro Henrique Geninho, da Rádio 730, noticiou que o Atlético estuda a contratação, por empréstimo, do volante Jean, que possui vínculo com o Corinthians. Adson explicou que entre as equipes está tudo encaminhado, restando o acerto com o representante do atleta.

“O agente do jogador está com algumas ideias diferentes. O Jean é um atleta pontual, que se chegar vai pegar a camisa e jogar. Nós precisamos desse tipo de jogador”, comentou o diretor de futebol.

Mais amistosos

O time rubro-negro volta a campo, ainda em um jogo preparatório, no próximo dia 21, às 17 horas, contra a Aparecidense, no Estádio Anibal Batista de Toledo. No mesmo dia outros dois rivais da capital realizam amistosos. O Goiás encara o Brasília, às 10 horas, na Serrinha. E o Vila Nova enfrenta o Flamengo, no Serra Dourada, às 18h45.

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757