Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Arthur Magalhães / Portal 730
adson batista arthur magalhaes 2
É algo natural o foco do Atlético em 2017 ser a tentativa de conseguir uma boa colocação na Série A. As dificuldades não são poucas. O clube rubro-negro é considerado pela imprensa nacional um dos menores entre os disputantes da competição. Para a imprensa goiana, o Brasileirão pode ser um reflexo do Goianão. Fazer um bom estadual é primordial para uma boa campanha no Brasileiro.

No início da tarde desta quarta-feira (11), o diretor de futebol e vice-presidente do Atlético, Adson Batista, foi entrevistado ao vivo nos Debates Esportivos, da Rádio 730. A preocupação com o Goianão foi um dos temas mais abordados pelo gestor.

“Precisamos fazer uma boa base e gastar muito bem o nosso dinheiro, sem margens pra erro. Vamos cumprir o planejamento à risca. O começo do Goianão vai ser de muito sofrimento, até a gente dar liga e criar um conjunto necessário”, afirma.

“Dar tempo ao tempo”, lema que o diretor rubro-negro segue em relação aos seus contratados. Especialista na revelação de jogadores vindos de times pequenos, Adson prefere não esconder as dificuldades e deixa a torcida atleticana “preparada” para um possível duro começo do estadual.

“O começo de trabalho vai ser complicado, até os jogadores cruzarem suas características. Os treinamentos têm surpreendido muito. O Marcelo Cabo tem gostado dos jogadores que chegaram. Vamos esperar a bola rolar, que será a hora da verdade”, declara.

Contratação do volante Ikaro Mychell

Ainda nesta quarta-feira (11), o Atlético anunciou a contratação do volante Ikaro Mychell, vindo do Atlético Paranaense. Empresariado por Eduardo Uran, o jogador de 21 anos também possuí no currículo passagens por Fluminense, Vasco e Tombense-MG. Adson Batista se posicionou convicto de que Ikaro pode render bons frutos ao Atlético.

“O Ikaro é um jogador jovem que foi destaque na base de alguns clubes do Rio. Estamos trazendo ele só para fazer um trabalho de observação, já que não é um jogador contratado para resolver problemas. Temos nossa linha de trabalho, nossas estratégias e o que planejamos para o ano”, declara o dirigente.

Série A

O foco do Dragão em 2017 é realizar uma grande Série A. Para isso acontecer, uma boa observação de jogadores nos estaduais pelo Brasil é primordial. Adson Batista já está preparando uma grande mobilização de sua equipe para não perder nenhum destaque dos pequenos campeonatos.

 “Vamos acompanhar todos os campeonatos, principalmente o Paulista. Vamos buscar cerca de cinco ou seis jogadores, de acordo com a necessidade, para melhorar consideravelmente a nossa equipe”, ressalta.

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757