Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Divulgação
diegorosa pontedivulg
Estava tudo certo para o acordo entre o Atlético e o meia Diego Rosa. O jogador, inclusive, já estava em Goiânia para assinar contrato com o clube atleticano e se apresentar no CCT do Dragão. Porém, uma ligação de um dirigente do Bahia acabou tumultuando a negociação entre o clube goiano e o meia.

O acordo com o Atlético ainda era apenas verbal. O diretor de futebol Adson Batista estava na expectativa de assinar o contrato com o meia o quanto antes, mas soube pela imprensa baiana que o jogador havia pego um voo para Salvador para assinar com a equipe soteropolitana.

Segundo informações, o Bahia ofereceu o dobro do que o Atlético iria pagar a Diego Rosa. Sem consultar seu empresário e, muito menos, avisar os diretores atleticanos que não iria mais acertar com o Dragão, o meia arrumou suas malas e partiu em direção à Terra Boa para assinar com o Tricolor de Aço.

Em 2013, Diego Rosa se destacou com a camisa da Ponte Preta, quando a equipe treinada por Guto Ferreira, atual treinador do Bahia. “Agradeço a oportunidade que o Guto está me dando e pelo trabalho que está sendo feito”, disse Diego à uma rádio local.

Em 2016, Diego Rosa atuou no futebol japonês, no time Montedio Yamagata. O jogador foi revelado pelo Juventude e já passou por times como CRB, Luverdense e Vasco da Gama, time onde conquistou a Copa do Brasil 2011.

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757