Vândalos abriram buraco na parede da biblioteca (Foto: Reprodução/Whatsapp)
escolaarrombada
Uma escola de Aparecida de Goiânia, na região metropolitana, foi alvo de invasores na noite do último dia 31 de dezembro. Os vândalos aproveitaram a noite do réveillon para entrar na Escola Municipal Valdir Gonçalves de Aguiais, na Rua 39, no Jardim Tiradentes. Quando os funcionários chegaram para o primeiro dia de trabalho, na última segunda-feira (2), o cenário era de depredação, como relata a diretora da unidade Valéria Costa Barbosa.

“A biblioteca estava com um buraco na parede. Fomos averiguar os outros departamentos e vimos que eles tiraram as telhas da sala de informática, quebraram o forro de PVC, adentraram, levaram computadores, não conseguiram levar a televisão que estava no suporte, mas a quebraram, levaram os materiais esportivos das aulas de Educação Física, foi um susto danado”, conta.

A diretora afirma que já entrou em contato com a Secretaria Municipal de Educação de Aparecida de Goiânia, e que os reparos na parede e no teto já foram realizados.

A reportagem da 730 entrou em contato com a Secretaria de Educação e Cultura para saber sobre a reposição dos materiais furtados. Por meio de nota, a assessoria da pasta informou que já abriu um boletim de ocorrência e que possui as imagens de câmeras de segurança da escola que podem ajudar a polícia a identificar os suspeitos. Além disso, a nota informa que todo o material e os equipamentos furtado ou danificados deverão ser repostos até o final de janeiro.

A diretora Valéria Costa Barbosa conta que só no ano passado, a escola foi alvo de bandidos por pelo menos oito vezes. Com a proximidade da volta às aulas, já no próximo dia 19, a diretora faz um apelo ao novo prefeito de Aparecida, Gustavo Mendanha.

“Que o prefeito que assumiu agora, olhe com carinho para nossas escolas, coloque guarda municipal. Antes, quando tinha guarda, não havia problemas, nunca sumiu um lápis nessa escola. Depois que tiraram a guarda, começou esse vandalismo. Precisamos que volte os guardas para as escolas, até para a nossa segurança. Chegam apenas funcionárias aqui de manhã, às 6h, está tudo escuro”, reforça.

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757