Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Reprodução/ Internet
pescado
Pesquisa feita pelo Procon Goiânia em 20 estabelecimentos da Capital apontou que o preço do quilo de pescados pode variar até 206% de um comércio para o outro. O levantamento foi realizado entre os dias 20 e 28 deste mês.

Dos 18 itens analisados, a camarão-rosa ficou no topo da lista, com preço mínimo de R$ 64,90 e máximo de R$ 199. Em seguida veio o camarão, com valores entre R$ 34,90 e R$ 70,90, uma diferença de 128%. Em terceiro lugar ficou a caranha, custando de R$ 8,90 a R$ 20, ou seja, uma variação de 124%. O levantamento também apontou os peixes com as menores diferenças de preços. O badejo pode ser encontrado de R$ 38 R$ a 42. Já o pintado é comercializado entre R$ 29,90 e R$ 39,90.

Diante do levantamento, que demonstrou uma acentuada variação de preços, o Procon Goiânia orienta que o consumidor pesquise antes de realizar a compra. “O consumidor não deve comprar por impulso ou na primeira peixaria que entrar. Visitar mais de um estabelecimento comercial, comparando os preços encontrados, é fundamental para economizar sem abrir mão da qualidade', orienta José Alício.

O superintende salienta ainda que órgão está à disposição da população de Goiânia e que, ao longo do ano, realizará outras operações e pesquisas para defender o direito dos consumidores. “Estamos sempre disponíveis para registrar as denúncias dos cidadãos e realizar fiscalizações. A população deve procurar a nossa sede, que fica na Avenida Tocantins, número 191, no Setor Central, ou entrar em contato pelo telefone 3524-2949”, finaliza.

Com informações da Prefeitura de Goiânia

carregando...

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757