Clube da Cultura
Quinta, 23/05/2013 18h10
-
Rafael Ceciliano
Última atualização em Qui, 23 de Maio de 2013 19:18
Imprimir

verofoto1Com vários anos de estrada, a Vero começou o ano de 2012 com uma nova proposta. O quarteto formado por Murilo Vieira (bateria), Schubert Martins (guitarra), Tugart Araújo (baixo) e Neil Neto (vocais), antes adepto de um estilo de rock mais “calmo”, decidiu deixar de lado suas antigas composições para recomeçar do zero. Nessa nova fase, os músicos voltam às suas raízes musicais e utilizam o bom e velho “hard core” para dar vida às novas letras e melodias.

Com uma postura mais madura e letras mais politizadas a Vero, espera mostrar a mesma competência demonstrada em seus trabalhos anteriores nessa nova empreitada. Suas influências são Dead Fish, Sugar Kane, Raimundos, H2O, Raise Against, Suicidal Tendence, entre tantas outras. A banda acaba de lançar seu primeiro single intitulado “Contra o alvo”, e pretende lançar um EP com outras cinco canções ainda este ano.

Se divertindo e fazendo o que mais gosta, o quarteto tem a intenção de conquistar seu espaço no cenário do rock independente brasileiro, sem deixar de lado sua principal filosofia, que é de transmitir mensagens positivas e construtivas, que levem o público à reflexões sobre diversos aspectos sociais. Ouça o programa Clube da Cultura que recebeu a banda nesta quarta-feira (22).

 
Quarta, 22/05/2013 20h36
-
Rafael Ceciliano
Imprimir

Quem aí não gosta de uma boa, culta e literata música popular brasileira? Se você é uma dessas pessoas, vai gostar da dica do Clube da Cultura de hoje. É que está disponível na internet para visualização e pesquisa todo o acervo do cantor e compositor Milton Nascimento. O acesso pode ser feita no portal do Instituto Antônio Carlos Jobim: www.jobim.org.

São cerca de 45 mil itens, entre fotos, documentos, áudios, vídeos e álbuns. O acervo é o mais extenso já digitalizado pelo instituto que desde 2001 desenvolve projetos de catalogação, conservação e disponibilização de acervos digitais de artistas da nossa cultura.

Só de Milton Nascimento, são mais de 4.500 fotos desde a infância em Minas Gerais, na década de 40. Os visitantes do portal também podem visualizar documentos como a caderneta escolar de Milton do ano de 58 e cartas do poeta Carlos Drummond de Andrade. Além disso tem letras manuscritas e um cartaz do show El Gran Concerto, que Milton fez com os cantores argentinos Mercedes Sosa e León Gieco, em Buenos Aires, no ano de 1984.

O Instituto Antônio Carlos Jobim foi criado em maio de 2001 para abrigar a memória e o acervo do cantor. O primeiro acervo a ser catalogado e digitalizado  pelo instituto foi o do próprio Tom Jobim, com mais de 9.400 itens.

De lá para cá outros projetos de digitalização foram implementados pelo instituto. Alguns deles são os dos compositores Dorival Caymmi, Chico Buarque e Gilberto Gil e o do arquiteto Lucio Costa. Atualmente, encontra-se em processo de catalogação o acervo do instrumentista, maestro e compositor Paulo Moura. - Com Agência Brasil.

 
Quarta, 22/05/2013 20h33
-
Rafael Ceciliano
Imprimir

Hoje no nosso Giro Cultural você confere a programação para esta quinta-feira (23) em Goiânia. Amanhã tem Festival Goiano de Comédia - Noite do Stand Up, às 20h. A apresentação será no Goiânia Ouro. O ingresso custa R$50 a inteira. No Teatro Madre Esperança Garrido, nesta quinta tem show com Nando Reis, às 22h. O cantor apresenta o álbum Sei. O ingresso varia de R$180 a R$250.

Na Mostra do Cinema Brasileiro do Cine UFG, amanhã tem Vida de Menina ao meio-dia e A Máquina, do diretor João Falcão, às 17h30. Na Pedreira Bela Vista, amanhã tem o Festival Internacional Goiânia Reggae. O maior Tributo a Bob Marley do Brasil, com o projeto Som de Bob. Os ingressos variam de R$30 a R$50. A Pedreira Bela Vista fica na estrada velha para a cidade, Km 4, após o Campus 2 da Católica.

Na boate Os Parentes da Pecuária amanhã tem show com Victor e Netto. Na Santafé, Thiago Brava e no palco principal da pecuária, um showzão sertanejo com a dupla Humberto e Ronaldo. Os ingressos para a Exposição Agropecuária custam R$30 a inteira. Também tem atração pra quem quer fugir do sertanejo. No Bolshoi Pub, da capital federal para o mundo, a Hollywood Band se apresenta.

Na programação de aniversário do Café Nice, quinta tem Ensaio do Balaio com Ricardo Coutinho. Tem ainda Tronics e DJ Fábio Ferrá. Tudo isso a partir das 21h. O couvert custa R$15. O cantor goiano Chal se apresenta no Dom Guina Pub. Além de composições próprias, clássicos nacionais e internacionais estarão no repertório do show: Zé Ramalho, Milton Nascimento e Chico Buarque. Dom Guina Pub fica na Avenida Segunda Radial, próximo ao Shopping Flamboyant.

 
Terça, 21/05/2013 19h08
-
Rafael Ceciliano
Última atualização em Qua, 22 de Maio de 2013 08:52
Imprimir

a2757885951 2

O Clube da Cultura de segunda-feira (20) recebeu a banda Boogarins. O primeiro single foi lançado há três meses: "Hoje aprendi a verdade". O caminho pode parecer curto, desde o seu "surgimento" até o convite para o Bananada 2013, mas já faz alguns anos que esse projeto (antes ainda sem nome) tomava forma e se fazia presente nas cabeça dos envolvidos.

Nesses três meses a banda realizou um trabalho intenso para entrar no maior número de cabeças e da melhor forma possível. Duas apresentações com bastante público em duas das maiores casas de Goiânia, muita divulgação via internet e pra fechar o convite para um dos maiores festivais da cidade.

As músicas são carregadas com influências diversas. Desde toda áurea psicodélica sessentista, às canções dos artistas nacionais (principalmente os de Minas Gerais) da década de 70. Ouça a íntegra do programa com Boogarins.

 
Terça, 21/05/2013 18h54
-
Rafael Ceciliano
Última atualização em Qua, 22 de Maio de 2013 08:53
Imprimir

Estreante nos bastidores do cinema nacional, o paulistano Caetano Gotardo talvez nunca imaginasse que seria tão aceito no ramo. Seu primeiro longa-metragem recebeu o prêmio de melhor filme na Semana dos Realizadores de 2012. Fernanda Vianna que atua no filme recebeu o prêmio de melhor atriz no Festival de Gramado. Este é “O que se move”. Um dos títulos mais impactantes da recente produção cinematográfica brasileira.

Gotardo parece não ter medo dos excessos, se alia aos jogos de tempo para contar três estórias de tragédias cotidianas vividas por mães na cidade de São Paulo. O longa se adentra nas voltas do gênero e do espetáculo para subverter a lógica da dor e da perda. Com tanta objetividade, nos coloca diante da gênese da tragédia como algo individual e intransferível.

Segundo a sinopse, três famílias distintas tentam lidar com a chegada - ou perda - de um filho, fato que causa uma mudança muito significante em suas rotinas. Cada núcleo irá lidar com as dores e alegrias à sua própria maneira. O amor sempre irá falar mais alto através da figura da mãe, mesmo que isso se expresse nas pequenas coisas do dia-a-dia.

Além da já citada Fernanda, “O que se move” tem no elenco ainda Cida Moreira, Andrea Markee, Wandré Gouveia e Rômulo Braga. A crítica também parece ter recebido bem o longa de Gotardo. Atento do Adorocinema, Lucas Salgado diz que “O Que se Move” tem boas performances do elenco e boa edição de som, que insere a ação em cena mesmo quando os personagens principais estão fora da tomada. E daí, surgem como as principais virtudes da obra.

O filme está em cartaz no Cine Cultura do Centro Cultural Marieta Telles e está sendo exibido na segunda sessão da noite, com sessões às 21h, de segunda a sexta, e 19h30 aos sábados, domingos e feriados.

 

logo-small

Av. Goiás, 174. Ed. São Judas Tadeu, 16º Andar. Setor Central, Goiânia, Goiás. CEP 74010-010