Segunda, 08/03/2010 18h34
-
Wellington Borges
Última atualização em Terça, 09/03/2010 14:50h
Imprimir
altApós negociação entre o Sindicato das empresas de Segurança Pública (SINDESP) e o Sindicato dos Vigilantes de Goiás (SESVIG), o  salário base dos vigilantes teve um aumento de R$ 30,00, passando de R$ 732,00 para R$ 762,00, acompanhado de benefícios revindicados pelos vigilantes, como plano de saúde, vale-transporte e risco de vida.
Para o presidente do Sindicato dos Vigilantes, João Machado, a proposta não é boa, mas os vigilantes decidiram, em Assembléia Patronal, voltar ao trabalho. "Não é o que a gente queria, mas a categoria entendeu que era uma proposta razoável", avaliou.

O reajuste representa 17% de aumento, sendo que os vigilantes reivindicavam cerca de 40% de aumento no salário base.

O presidente da Comissão de negociação das empresas de segurança privada, Leonardo Otoni, informou que o impacto do aumento não foi contabilizado ainda, mas a situação da vigilância nos bancos já foi normalizada.

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

logo-small

Av. Goiás, 174. Ed. São Judas Tadeu, 16º Andar. Setor Central, Goiânia, Goiás. CEP 74010-010

ab_test_link3