Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

O clima por aqui ajuda e a cerveja é queridinha dos goianos (Foto: Laís Carvalho/Arquivo Pessoal)
CERVEJA
Pra muita gente, a sexta-feira combina com cerveja. E a primeira sexta-feira do mês de agosto, então, é simplesmente perfeita! Nesta data, mais de 50 países comemoram o Dia da Cerveja. Uma oportunidade para celebrar (com brindes, claro!) a bebida alcóolica mais vendida no mundo todo, e uma das mais antigas também.

Ela está sempre associada a momentos de comemoração e seu mercado segue crescente, oferecendo ampla variedade de marcas, sabores, aromas e ingredientes. Quem tem impulsionado bastante o setor são as microcervejarias que se dedicam a fabricar a bebida de forma bastante artesanal e até certo ponto limitada, o que torna o produto final ainda mais interessante.

Para se ter uma ideia, mesmo em tempos de crise, o segmento cresceu 20% só no ano passado e espera-se ao menos metade desse desenvolvimento para este ano. Especificamente em Goiás, o mercado de cervejas artesanais segue em expansão. Com novas marcas, a produção mensal de cervejas especiais deve saltar de 35 mil litros para 160 mil. As misturas são as mais inusitadas, que chegam a levar chocolate, pimenta e até mesmo pequi na formulação. Vale a pena experimentar!

Para saber mais sobre o mercado de cervejas artesanais em Goiás, confira a entrevista de Henrique Augusto Martins ao quadro Toque Gourmet do programa Cidadania em Destaque desta sexta-feira,5.

Henrique é diretor de comunicação da Associação dos Cervejeiros Artesanais de Goiás (Acerva) e inclusive deu uma receita de cerveja para quem quiser se arriscar numa produção caseira. Mas já vou avisando, isso dá trabalho e demanda tempo. Sua disposição em se aventurar como mestre cervejeiro vai depender da extensão da sua paixão pela bebida. Eu até aprecio, mas só de vez em quando. Sendo assim, fico com a praticidade de comprar pronta! 

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757