Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Eu amo esta foto! Embora não transmita cheiro e sabor, só de ver já abre o apetite!
Moqueca
Eu amo peixe! Frito, assado, grelhado, cozido e até mesmo cru. E quando se fala em gastronomia, as possibilidades que o pescado oferece são as mais variadas e cada uma mais deliciosa que a outra. Sem contar que é uma carne leve e de fácil digestão. Mais que isso, estamos falando de um alimento aliado da sua saúde! Por isso, a recomendação é que devemos comer peixe pelo menos duas vezes por semana.

Inserir o peixe na dieta ajuda a melhorar a memória, a concentração, previne doenças cardiovasculares e ainda aumenta as reações anti-inflamatórias do organismo. Isso tudo por causa do tão falado Ômega 3! Mas o peixe também é rico em proteínas, tem boas quantidades de vitamina D e cálcio, que fortalecem os ossos, prevenindo a osteoporose, e ainda combate a anemia, já que é uma boa fonte de ferro e vitamina B12.

E já que optei por falar de peixe na postagem de hoje, minha sugestão é de um prato tipicamente brasileiro, mas que se apresenta em diferentes versões: a moqueca! Difícil é definir exatamente a sua origem, mas, uma coisa é certa, a relação deste prato com o estado do Espírito Santo é muito estreita. A moqueca capixaba é, sem dúvida, a iguaria mais tradicional e apreciada por lá. E o cozimento deste prato em panela de barro também é originário daquele estado. E realmente faz diferença!

Com uma clara influência africana, a culinária baiana acrescentou o azeite de dendê e ainda tem a opção do leite de coco. No Rio de Janeiro, outro ingrediente incorporado à receita foi o pimentão. E para quem não gosta de coentro, cebolinha e salsinha já ajudam a aromatizar e ficam lindos na finalização. Com esta breve explanação sobre a moqueca, sugiro a minha própria, que é uma mistura de todas essas influências aí! E fácil, fácil de fazer!

MOQUECA

Ingredientes:

1 kg de peixe em postas (Dourado, Surubim, Pintado ou Cação)

3 pimentões cortados em rodelas, sendo um de cada cor: verde, amarelo e vermelho. Além do sabor, eles vão dar um lindo colorido ao prato.

2 cebolas cortadas em rodelas

3 tomates maduros, também cortados em rodelas

1 colher (sopa) de azeite de oliva

1 fiozinho de azeite de dendê (Opcional)

2 dentes de alho bem picadinhos

Sal e pimenta do reino a gosto

Vinagre

200 ml de leite de coco (Opcional)

Cheiro verde picadinho

Modo de preparo:

Comece por temperar o peixe com alho, sal, pimenta do reino e um pouquinho de vinagre. Pode utilizar limão também, se preferir, desde que seja feito na hora, já que ele “cozinha” a carne. Dê preferência à panela de barro! Mas, se não tiver, monte a moqueca em outra panela mesmo. Mas é bom saber que faz diferença no sabor e na apresentação.

Comece forrando o fundo da panela com uma generosa camada de cebola, depois o tomate, os pimentões e as postas de peixe. Repita as camadas até terminar os ingredientes, finalizando com cebola, tomate e pimentões, para assegurar o colorido por cima. Regue com o azeite de oliva e o azeite de dendê, caso goste. Tampe a panela e leve para cozinhar, até que a carne fique macia, mas sem que as postas se desmanchem. O peixe e os demais ingredientes vão soltar água mas, se achar que o líquido está pouco, acrescente um pouquinho de água filtrada ao cozimento.

Quando o peixe estiver no ponto, acerte o tempero do sal e finalize com o leite de coco - reforçando que esse ingrediente é opcional! Salpique o cheiro verde picadinho por cima e saboreie sua moqueca com arroz braço e pirão! Delícia!!!!

Dicas: Dê preferência a peixes de couro e em postas, mas também é possível fazer este cozido com filé de peixe, se atentando para o cozimento mais rápido para que a carne não desmanche. O leite de coco, que é opcional, pode perfeitamente ser substituído por creme de leite, garantindo cremosidade e de forma mais suave. Outra boa pedida é acrescentar camarões à moqueca, lembrando que eles entram no fim do cozimento para não passar do ponto e virar borracha. Vale ressaltar que a panela de barro mantém o calor por muito tempo e, consequentemente, continua a cozinhar o prato. 

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757