Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

76f4124c d762 48ab 9b8c f19916410d50É de conhecimento de todos que o Atlético tem atravessado um momento de bastante turbulência no Campeonato Brasileiro. É o lanterna da competição e encontra dificuldades em sair dela.

No entanto, no último sábado, no estádio olímpico, após o empate do Atlético com o Santos, o maior alvo de criticas foi o diretor de futebol, Adson Batista.

Vale ressaltar que os xingamentos e protestos não têm partido do grosso da torcida rubro negra que tem apoiado na maior parte do tempo o seu time do coração.

Aqui faço uma reflexão após ouvir e ver os xingamentos e o protesto de alguns poucos ‘’torcedores’’ se dirigindo ao Adson Batista.

O Atlético está pronto para seguir seu caminho sem o trabalho, conhecimento e tamanha entrega do Adson Batista no dia a dia do clube?

É fato consumado que a instituição Atlético Clube Goianiense é muito maior do que qualquer figura politica, treinador, jogador e torcida. Porém, não está preparado para ficar sem os trabalhos do Adson Batista.

O momento não é bom, porém, a torcida ao invés de criticar e protestar precisa arregaçar a manga da camisa e ir para o estádio.

Hoje no futebol goiano não existe nenhum profissional a altura do que faz o Adson há anos dentro do Atlético.

A dificuldade do clube é muito grande além de ter que bancar um elenco inteiro que não custa pouco na primeira divisão, esta diretoria precisa tirar todo mês um valor altíssimo para pagar acordos trabalhistas, PROFUT e etc.

Se com o Adson Batista está difícil, imagina sem ele?

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757