Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

 O ano de 2017  não foi dos melhores para o futebol goiano pois amargamos uma queda com o Atletico, o Vila Nova ficou no quase acesso para a Serie A e o primo rico Goias quase aluga um lugar na Serie C e se salvou por um fio, ou um ponto como queiram.

 

  Os erros foram muitos e já foram exaustivamente apontados e analisados mas são passado. Devemos focar no futuro e eventualmente olhar para tras como um alerta quanto ao que não deve ser feito.

 O Goias estará na ponta da lança em 2018 e è no sentido de risco gigante pois ou sobe para a Serie A  e mantem a boa vida de ricaço ou vai retroceder para o inicio da década de 80 quando latia no quintal pra economizar cachorro.

 

No Atletico o Adson Batista jura pelo Antonio Accioly que o Dragão será diferente ano que vem. Esse ano foi ruim demais para a turma da naftalina.

O Vila Nova precisa abandonar de vez o complexo de vira latas e acreditar que é possível subir para a principal divisão do futebol brasileiro e para isso terá que se organizar financeiramente. Nesse ano ficou na faixa de classificação por 21 rodadas e o faquir presidente Ecival Martins sabe que faltou o vil metal na reta final do brasileiro B.

 Vamos nos unir em torno de nossos times em 2018 para que todos alcancem seus objetivos e nossas torcidas fiquem satisfeitas.

  No inicio de 2015 escreví aqui nesse espaço que o Vila Nova deveria deixar de lado o complexo de vira lata e disputasse a Serie B não apenas com o objetivo de se perpetuar na segunda divisão mas com o objetivo claro de subir e participar da elite do futebol nacional já que muitos times que conseguiram isso não dispôe do grande patrimonio que tem o Colorado, uma imensa torcida.

 Parece que o time do Setor Universitário entendeu isso e no ano passado por incrivel que pareça deixou de ser saco de pancadas e ganhou muitos jogos fora de casa tendo como tecnico Guilhereme Alves e não correu risco de queda.

 Aquela campanha abriria a porta para o campeonato desse ano pois mostrou que o bicho nâo era tão feio como se apresentava e o Vila acreditou que poderia subir. Montou um time que se não é lá essas coisas tecnicamente , teve a seu favor um grupo de jogadores honrados que vestiram a camisa colorada com respeito e dedicação e seu torcedor mais lúcido se viu representado por um time de guerreiros que ficou mais de vinte rodadas no G 4 e não conseguiu o acesso por falta de perna na reta final da Segundona. Ademais, faltou ao Tigre a grana para reforçar o ataque para fazer os gols tão raros nos atuais atacantes do Tigre.

 O Vila Nova tem que se orgulhar da campanha que fez nesse ano pois o time tem uma das menores folhas de pagamento dessa competição e fez um papel bonito. Claro, há frustração pois o torcedor vislumbrou a terra que mana leite e mel da Serie A, chegou bem perto disso. Não deu desta vez.

 A diretoria não pode se desesperar e destruir a grande parte dessa ponte que foi construida nesse ano. É mais facil completar a obra em 2018 do que começar do zero. O Presidente Ecival Martins mostrou para os ricaços Vilanovenses que é possivel fazer um time competitivo sem muito dinheiro e convenhamos, faltou ao presidente a união de forças nesse campeonato pois não se reforçou no setor de ataque porque faltou dinheiro e os endinheirados preferiram ficar de longe em vez de ajudar financeiramente.

 Espero que o Tigrao continue com a maioria desses profissionais que esteve nessa temporada, incluindo o otimo tecnico Emerson Maria. Perder alguns jogadores é natural até pela campanha do time mas que mantenha a base para o ano que vem e que acima de tudo que o Vila Nova entenda que a caminhada para a Serie A é perfeitamente possivel e que basta ter sempre confiança, time aguerrido,um pouco mais de dinheiro e união porque o principal ele tem, a torcida. A luta continua.

 Ufa! O Goias está fora da zona de rebaixamento no Brasilero B. A vitoria magra diante do lanterna ABC na ultima sexta feira e a derrota do Luverdense em casa para o Ceará deram ao Goias a condição de respirar fora da Geena ardente do Z 4. O time Verde joga na sexta feira contra o inconstante Nautico no Serra Dourada na proxima sexta feira no pornagráfico horario de 21:30, horario em que muitos maridos vão dizer para suas santas esposas que vão demonstrar seu forte amor pelo Verdão mas vão passar direto e devem parar no Real Privê ou na bela estancia MM da respeitavel senhora Maria Machadão e liberar suas energias nas sucessoras das Gatas do Sargentelli.

  Helio dos Anjos disse na 730 que o Goias vai sangrar pelas proximas 8 rodadas pra respirar sem aparelho. O time esmeraldino na minha projeção, precisa de mais 12 pontos para não ser membro da Serie C e isso implica dizer que com mais quatro vitorias  o time se mantem na Segundona.

 Presidente Marcelo Almeida precisa iniciar o planejamento de 2018 porque é claro que o Goias não vai cair. Assim, se se começar agora a rabiscar o mapa para o ano que vem, o Goias pode sai na frente e pode fazer do proximo ano, o ano da retomada do crescimento do Maior do Centro Oeste. Amem?

 A derrota do Vila Nova para o America MG nessa terça feira por 1x0 em BH foi um resultado normal até porque vejo o time mineiro ao lado do Inter, na Serie A. Isso implica dizer que sobram duas vagas em disputa, o problema para o Tigre foi a surpreendente vitoria do Paraná Clube em cima do Guarani em Campinas por incrivel 4x0 pois esse era dos resultados que o Vila precisava o menos provavel já que o outro jogo que interessa ao time goiano é Juventude e Boa que sera realizado em Caxias pela rodada 25 nesse final de semana.Uma vitoria do time do Sul tira o Vila Nova do G 4.

 O Tigrao terá em sequencia dois jogos em Goiania e  a chance de voltar à faixa de acesso mas convenhamos, brigar com o Juventude e Paraná não é um bom negocio. Lembrando que o time goiano vai enfrentar o paranaense em Curitiba num jogo que pode ser um confronto direto pela briga. 

 Concordo com o tecnico Emerson Maria do Vila Nova.O time vai ter que assimilar bem essa derrota para o Coelho, disse ele na Radio 730. O Colorado precisa continuar em busca da consolidação do sonho de acesso à elite do futebol nacional. 

Leia mais...Muitos desportistas estão sem entender o que está acontecendo com o Goiás. Como pode um clube com a estrutura do Verdão, se tornar um time de Série B? Como pode um clube com o poderio econômico do Goiás se tornar uma verdadeira "fazenda de viúva" onde não se produz nada de satisfatório irritando o torcedor? 

O Goiás lamentavelmente, se tornou motivo de chacota, envergonhando aquele que é seu maior patrimônio, a sua torcida. Nessa década, o Goiás frequentou a Serie B com a mesma assiduidade que Geddel Vieira Lima frequenta o bolso do povo brasileiro. Se sente tão à vontade na segundona quanto Eduardo Cunha pedindo propina para sua mulher dos olhos grandes e verdes torrar nas lojas chiques de Paris. Mas a questão é. Existe explicação para isso? Penso que sim. 

 Em todas as grandes empresas como Votorantim, Pão de Açúcar, Itaú e Rede Globo para citar algumas, tiveram renovação e sucessão nas respectivas diretorias para estabelecer nova mentalidade, modernidade de gestão e acima de tudo, energia, vigor e culminando com inovação em todas as áreas. 

Vamos a países para não ficarmos apenas nas empresas. Em quase todas as ditaduras longevas, exceção à China que é um caso à parte, o país sofre com o atraso. Cuba nas primeiras décadas de Fidel Castro cresceu muito na área de medicina, tecnologia no campo e esportiva. A ilha rivalizava com as grandes potências em conquista de medalhas como Rússia e EUA. Quando o dinossauro Fidel chegou a 30 anos de domínio, perdeu a capacidade de criação e força para gerir. Seu irmão Raul embora ruim de serviço tenta alavancar o país, mas o buraco é gigantesco. Coreia do Norte que foi entregue de presente para um gordinho sorridente, mas que deu curso intensivo de maldade a Satanás, por seus encentrais é um verdadeiro símbolo do atraso e por aí vai. 

 O Goiás tem uma figura que manda na instituição há 40 anos e nunca mudou sua filosofia de gestão, o Venerável Camarada Hailé Pinheiro. A Estrela do Oriente do cerrado tem uma história inegável no Goiás. Contribuiu muito para que o Verdão se inserisse entre os grandes do Brasil, mas a vida tem um ciclo natural e é assim em qualquer lugar; família, empresa, país e clube de futebol e o método de gestão do HP já se exauriu. Não adianta ele colocar um presidente e fazer desse um secretario de luxo. Por mais que se argumente que ele não exerce influência no futebol, um pequeno gesto do Pai da Nação esmeraldina já inibe o seu ungido presidente e as ações travam. 

 Hailé Pinheiro pode ser considerado o maior dirigente de Clube da história do futebol goiano e isso é reconhecido por todos. Ele tem busto na Sede do Goiás e o estádio do Goiás tem o seu nome e o que é mais significativo, em vida. Ele merece todas as homenagens, mas está na hora dele passar o bastão. Ele precisa de um sucessor, ele precisa contemplar tudo aquilo que ajudou a construir no Goiás. Ele não precisa ser xingado por torcedores. O sistema dele já está esgotado e o Goiás precisa de sangue novo e de um choque inovador de gestão. 

Leia mais...O Goiás se vangloria que é um Clube organizado, saneado financeiramente e que possui umas das maiores estruturas do país (pela quantidade campo está mais para latifúndio) e que por isso tem que ser respeitado. Fato. 

Acontece que o Goiás nessa década se tornou um time de segunda divisão com administração de terceira, que a cada ano vai se afundando e as novidades são sempre antigas. 

Atolado no Z-4, que é a gaveta que conduz para a terceira divisão, a diretoria do Goiás resolveu "inovar". Trouxe de volta, pasmem os senhores, o ultra ultrapassado e ultra desgastado Hélio dos Anjos para salvar o time da queda. Narcisista, o ancião já chamou para si o comando pois farejou no ar a dificuldade de gestão de Marcelo Almeida nesse início, pois o presidente pegou o Titanic sem a presença da Scarlett O`hara e está fazendo o que pode e não raro, na base do improviso. Narciso, digo, Hélio dos Anjos disse na 730 que "quem vai criar o sonho é ele", se esquecendo que a arrogância derruba qualquer um. 

Se ganhar o próximo jogo do Paysandu, o Cepacol já vai se achar o rei da cocada e espero que ganhe, pois é inaceitável o Goiás sangrar nessa Serie B até ser abraçado pela Série C. Se a direção deixar, o novo treinador sentará na cadeira de presidente e vai tentar mandar do Marcão da Kombi ao Venerável Camarada Hailé Pinheiro. Se salvar o time da queda, vai querer a Serrinha para ele. Que salve.  

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757