Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

(Arte: Divulgação)
meuingles 0107l
Com o calendário repleto de grandes competições, a diretoria atleticana traça metas ousadas para a próxima temporada. O pensamento é entrar forte no campeonato estadual, e não usá-lo apenas como um período de testes para o nacional, como nas duas últimas temporadas. Uma boa campanha na Copa do Brasil e o retorno a Série A também estão nas metas do clube rubro-negro para 2018.

Com um projeto que envolve toda a temporada, o Atlético busca por um comandante que conheça bem a Série B. Além do atual técnico (João Paulo Sanches), consegui apurar também nomes de treinadores que são conhecidos pelo futebol brasileiro e estão sendo estudados pela diretoria do clube.

João Paulo Sanches

Encabeçando a lista, o técnico ainda interino vem realizando um grande trabalho no clube nesta edição de Série A. Já com 22 jogos no comando, seu aproveitamento é de incríveis 44%. Se o time do Atlético tivesse estes mesmos números, poderia estar brigando até por pré-Libertadores. Sanches conhece muito bem a Série B, já que foi o campeão da temporada passada como auxiliar-técnico de Marcelo Cabo.

Marcelo Cabo

O nome do próprio Marcelo agrada muito a diretoria do Atlético. Campeão brasileiro em 2016, o treinador deixou o clube em 2017 após quatro derrotas consecutivas na Série A. Para a próxima temporada, a diretoria pensa em um trabalho nos mesmos moldes do vitorioso ano em que o time foi comandado por Cabo.

Dado Cavalcanti

Ainda sem uma equipe de ponta em seu currículo, o jovem Dado já foi cogitado no Atlético por algumas oportunidades. Sem clube há alguns meses, Dado afirmou ao site Grande Área que "é a hora de voltar”. Apesar do rebaixamento matemático, o treinador se diz “confortável para assumir um clube na reta final das Séries A e B do Brasileirão ou até mesmo para realizar o planejamento para 2018”.

Antônio Carlos Zago

Atual técnico do Juventude, Zago tem uma boa experiência na Série B e já até comandou o rival Vila Nova em 2011. Neste ano, comandou o Fortaleza na Série C e levou o time cearense a segundona. É um nome interessante para o Dragão.

Claudio Tencati

No Londrina desde 2011, o mais longevo técnico das quatro divisões do futebol nacional encerrou seu ciclo no Tubarão na última semana. Com um bom mercado entre os clubes das Séries A e B, Tencati também tem uma boa aceitação entre diretores do Atlético.

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757