Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

O Vila Nova venceu o Goiás por 2 a 0. Algo que, a meu ver, é maravilhoso para o futebol goiano. Digo isso pelo fato de que este grande clássico já estava perdendo a magia, por que só o Goiás levava a melhor. Mas para o bem da rivalidade entre os clubes, o colorado venceu o esmeraldino.

Jogadores do Vila Nova comemorando a vitória. (Foto: Douglas Monteiro/Vila Nova FC)
19400028 1391801980905869 480539172597508398 n

E olha que eu estava apostando minhas fichas no Goiás, heim? Só para se ter uma idéia da grande melhora que o time esmeraldino teve nas últimas rodadas, fiz um “quem é quem” em meu perfil no Twitter (o @AMagalhaes730) e o Goiás venceu por 10 a 1.

Mas o futebol sempre nos surpreende, e o Vila Nova venceu. O domingo tinha tudo para ser mágico! Até que marginais travestidos de torcedores roubaram a cena. Esses vândalos pularam da arquibancada para a geral do estádio Serra Dourada, deram a volta até se encontrarem em frente as cabines de rádio, onde não tem divisão policial.

Bomba estourando ao lado de um torcedor do Goiás desmaiado. (Imagem: Reprodução/Premiere FC)
torcedor caido

Ali começou uma cena de guerra que parecia não ter fim. A falha do policiamento aconteceu. E foi grande. Além de não prever um possível embate entre as torcidas naquele ponto, a Polícia Militar demorou a intervir na barbaria que acontecera naquele momento.

Eu estava nas tribunas para entrevistar os dirigentes de Goiás e Vila Nova como de praxe. Avistando a grande “merda” que acontecia em minha frente, tive que parar meu trabalho para registrar aquele momento.

Não consegui terminar a filmagem da forma que eu gostaria, por que o spray de pimenta fazia meus olhos arderem muito! Na verdade, todo o meu corpo estava incomodado com aquele gás.

Hailé Pinheiro e João Bosco Luz se protegendo do gás lacrimogêneo. (Imagem: Arthur Magalhães/Portal 730)
haile pinheiro e joao bosco
Olhei para trás e avistei uma movimentação na tribuna esmeraldina. Fui até o local para ver o que estava acontecendo, até que me deparei com Hailé Selassié de Goiás Pinheiro segurando um pano em seu rosto para se proteger do gás.

Quando vi esta cena, a imagem de “Alice no País das Maravilhas” que criei do futebol quando criança se despedaçou. Fiquei muito abalado ao presenciar o dirigente máximo da história do futebol goiano buscando abrigo para se proteger da baderna que marginais proporcionaram.

Aquela cena me abalou muito. Muito mesmo. A partir daquilo, posso afirmar categoricamente que se não for a trabalho, não irei mais aos clássicos entre Goiás x Vila Nova. Primeiro, porque os marginais tomaram conta das torcidas organizadas. Segundo, porque nossa polícia é a incompetência vestido de farda.

Imagem sem descrição. (Reprodução/Premiere FC)
whatsapp image 2017 06 24 at 23.11.15
Uma outra imagem que me abalou muito foi a de um pai com seu filho no colo erguendo suas mãos para cima em sinal de rendimento. Aquilo me tocou e despertou uma ira tão grande.

Até quando teremos isso?

A cada dia que passa, as famílias se afastam cada vez mais dos estádios de futebol. A minha, por exemplo, ficou sem ir por seis anos por conta de brigas. Estão voltando aos poucos.

Aos marginais, um pedido: DESAPAREÇAM DOS NOSSOS ESTÁDIOS! O FUTEBOL NÃO PRECISA DE VOCÊS!

Desculpem o desabafo, mas é triste ver algo que eu gosto tanto, ser denegrido por pessoas que não merecem o mínimo respeito.

::: Confira as imagens da TV Anhanguera/Premiere FC:

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757