Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

O estranho comportamento dos jogadores esmeraldinos durante os últimos jogos vem despertando a atenção da torcida alviverde. O que será? O presidente Sérgio Rassi já garantiu o "bicho" pela permanência, a torcida compareceu e apoiou o time no último jogo, a imprensa abraçou a causa esmeraldina, e mesmo assim, a reação não aconteceu. Tinha tudo para dar certo, mas não deu! O Goiás está rebaixado para a Série B.

Não digo matematicamente, pois ainda é possível se livrar. Mas moralmente o Verdão está na segundona! Quando o time caiu? Na 29ª rodada, dia 04/10, na derrota para o Figueirense, por 3 a 2, em pleno Serra Dourada. Na ocasião, o Goiás estava na 17ª colocação, com 31 pontos. Uma simples vitória colocaria o time goiano no 14ª lugar, com 34 pontos, e daria uma tranquilidade para os próximos jogos. Após a derrota para o Figueira, o Verdão entrou em campos por seis vezes, perdeu cinco e venceu apenas um jogo. Uma catástrofe!

Curiosamente, houve um episódio naquela partida contra o Figueira que despertou a atenção de todos. O jogador Felipe Menezes tirou a bola da mão de Érik, que cobraria o pênalti que originou no terceiro gol do Goiás, e deu para o Zé Love cobrar o penal. Atitude estranha essa.

Agora, após a derrota acachapante para o Coritiba em casa, diga-se de passagem, o goleiro Renan foi entrevistado pelo repórter André Rodrigues. Durante a fala do goleiro, várias indiretas foram dadas ao comentarista Marcelo Borges, que interferiu na entrevista e começou a conversar ao vivo com o atleta esmeraldino.

A pauta era a existência da "Panela Farroupilha" - nome criado por Marcelo Borges -.

Renan disparou: "tem pessoas aí que respeito, são comentaristas, mas vendem o que falam no estilo 'doa a quem doer'. Falam que dizem a verdade, mas não vão em nenhum treinamento".

Após interferir na entrevista, Marcelo Borges e respondeu as indiretas do goleiro: "só quero lhe dizer uma coisa: às vezes você nunca me viu lá no CT, porque você não conhece meu perfil e minha fisionomia. Eu sou um dos comentaristas em Goiás que mais acompanha treinamento dos clubes goianienses. E outra: eu conheço um pouquinho de futebol! Quando falo de tática e de limitações, é porque conheço! Para mim, como ex-jogador, a "Panela Farroupilha" existe sim senhor! Existe o corporativo e jamais você vai falar isso".

Renan replicou: "volto a falar: se você viu isso no nosso grupo, eu não vejo dessa maneira. Respeito a sua opinião, mas acho que é uma forma pejorativa de colocar as coisas para o torcedor, que acaba criando uma imagem de jogadores".

Confira na íntegra a conversa entre Marcelo Borges e Renan ao vivo, no Jogo Aberto:

Quem está certo: Marcelo Borges ou Renan?

A "Panela Farroupilha" existe? Se sim, quem são os membros?

Enquanto você pensa quais são os prováveis “paneleiros”, relembre o terceiro gol do Coritiba na voz de Ronair Mendes:

 

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757