Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Leia mais...O Atlético segue se reforçando visando a temporada 2018. Dispensas foram feitas e novas contratações estão chegando. Com três campeonatos a vista (Goiano, Brasileiro e Copa do Brasil), a direção do clube aposta em “entrar com seriedade em todas as competições”.

Neste espaço trarei tudo sobre as negociações que envolvem o Dragão. Contabilizando todos os atletas que ainda tem contrato com o Dragão, os que já renovaram, os que estão contratados e os que estão acertados, o atual elenco do Atlético para 2018 conta com 21 jogadores. Confira:

G: Kléver, Lucas Frigeri e Lucas
LD: Jonathan
LE: Bruno Santos
Z: Gilvan e William Alves
V: André Castro, Irlan, Diego Valderrama e Diego Silva
M: Jorginho, Luiz Fernando, Luiz Felipe, Wesley Natã e Fernandes
A: Vinicius Tanque, Élder Santana, Tito, Edson Júnior e Chiquinho.

Leia mais...::: Ainda tem contrato (7)

Kléver (goleiro – final de 2018)
- Lucas Frigeri (goleiro – final do Goianão)
Lucas (goleiro da base)
- Luiz Felipe (meia – início de 2020)
Jorginho (meia – final de 2019)
Luiz Fernando (meia – início de 2020)
Edson Júnior (atacante – final de 2018)

Leia mais...::: Renovaram (4)

William Alves (zagueiro)
Gilvan (zagueiro)
Jonathan (lateral-direto)
André Castro (volante)

::: Contratados (7)

- Bruno Santos (lateral-esquerdo)

Leia mais...Idade: 30 anos
Peso: 76 kg
Altura: 175 cm
Pé preferencial: Esquerdo
Clubes: Atlético Goianiense (2018); Tupi-MG (2017); Cuiabá (2016); Macaé (2015-14); Bangu (2014-13); América-RJ (2012-11); Boavista-RJ (2008); CFZ-RJ (2008).
Números da última temporada: Pelo Tupi-MG, atuou em 28 jogos. Venceu 10, empatou 11 e foi derrotado em 7. Marcou 3 gols.

- Diego Valderrama (volante)

Leia mais...Idade: 23 anos
Peso: 66 kg
Altura: 177 cm
Pé preferencial: Direito
Clubes: Atlético Goianiense (2018); Sampaio Corrêa (2017); Moto Club (2016); Sampaio Corrêa (2016-15); Imperatriz (2015); Juventus-SP (2014); Bahia (2013).
Números da última temporada: Pelo Sampaio Corrêa, atuou em 42 jogos. Venceu 17, empatou 13 e foi derrotado em 12. Não marcou gol.

- Diego Silva (volante)

Leia mais...Idade: 28 anos
Peso: 71 kg
Altura: 179 cm
Pé preferencial: Direito
Clubes: Atlético Goianiense (2018); Sampaio Corrêa (2017); Cabofriense (2017); América-RN (2016); Guarani (2016-15); XV de Piracicaba (2015); Portuguesa (2014); Flamengo (2013); XV de Piracicaba (2013); Grêmio Barueri (2012); XV de Piracicaba (2012-09).
Números da última temporada: Pelo Sampaio Corrêa, atuou em 34 jogos. Venceu 19, empatou 11 e foi derrotado em 4. Marcou 3 gols.

- Irlan (volante)

Leia mais...Idade: 23 anos
Peso: 80 kg
Altura: 182 cm
Pé preferencial: Direito
Clubes: Atlético Goianiense (2018); Jaraguá (2017); América de Morrinhos (2017); Goianésia (2017); Novo Horizonte (2016); Anapolina (2016); Morrinhos (2015); Anápolis (2015); Camboriú (2014); Caxias (2014).
Números da última temporada: não informado

- Wesley Natã (meia)

Leia mais...Idade: 22 anos
Peso: 81 kg
Altura: 183 cm
Pé preferencial: Direito
Clubes: Atlético Goianiense (2018); Juventude (2017); Chapecoense (2017); Bahia (2016); Concórdia (2016); Chapecoense (2016-13).
Números da última temporada: Por Juventude e Chapecoense, atuou em 20 jogos. Venceu 6, empatou 5 e foi derrotado em 9. Não marcou gol.

Clique aqui e confira a primeira entrevista de Wesley Natã pelo Dragão.

- Tito (atacante)

Leia mais...

Idade: 28 anos
Peso: 78 kg
Altura: 179 cm
Pé preferencial: Destro
Clubes: Atlético Goianiense (2018); Confiança (2017); Cuiabá (2016); Operário (2016-15); Sinop (2015); Joinville (2014); Mixto (2014); Mato Grosso (2013); Oeste (2012); Johor-MAS (2012); União Rondonópolis (2011); Metropolitano (2011); Paraná (2011); Vila Aurora (2011); Mixto (2010); River Plate-SE (2010); Boa Esporte (2009); Cuiabá (2008-07).
Números da última temporada: Pelo Confiança, atuou em 33 jogos. Venceu 18, empatou 9 e foi derrotado em 6. Marcou 22 gols.

- Chiquinho (atacante)

Leia mais...Idade: 22 anos
Peso: não informado
Altura: não informado
Pé preferencial: não informado
Clubes: Atlético Itapemirim (2017); Doze (2017); Galícia (2016); Colo Colo (2015); Cachoeiro (2014).
Números da última temporada: Por Doze e Atlético Itapemirim, atuou em 24 jogos. Venceu 13, empatou 7 e foi derrotado em 4. Marcou 8 gols.

::: Acertados (3)

- Fernandes (meia)

Leia mais...Idade: 22 anos
Peso: 68 kg
Altura: 177 cm
Pé preferencial: Direito
Clubes: Atlético Goianiense (2018); Botafogo (2017-12).
Números da última temporada: Pelo Botafogo, atuou em 19 jogos. Venceu 10, empatou 2 e foi derrotado em 7. Marcou 2 gols.

- Vinícius Tanque (atacante)

Leia mais...Idade: 22 anos
Peso: 85 kg
Altura: 184 cm
Pé preferencial: Direito
Clubes: Atlético Goianiense (2018); Botafogo (2017-14).
Números da última temporada: Pelo Botafogo, atuou em 17 jogos. Venceu 4, empatou 5 e foi derrotado em 8. Marcou 3 gols.

- Élder Santana (atacante)

Leia mais...Idade: 24 anos
Peso: 80 kg
Altura: 186 cm
Pé preferencial: Direito
Clubes: Atlético Goianiense (2018); Atlético Mineiro (2017); Ferroviária (2017-16); Bragantino (2016); Ferroviária (2015); Tupi (2014); Atlético Mineiro (2013-12); Morrinhos (2012); Atlético Mineiro (2011).
Números da última temporada: Pelo Atlético Mineiro, atuou em 31 jogos. Venceu 13, empatou 5 e foi derrotado em 13. Marcou 13 gols.

::: Interesse (1)

- Cristiano (lateral-esquerdo)

Leia mais...Idade: 24 anos
Peso: 72 kg
Altura: 180 cm
Pé preferencial: Esquerdo
Clubes: Atlético Goianiense (2018); Sheriff-MDA (2017); Volta Redonda (2017-16); Criciúma (2015); Bonsucesso (2015); Murici (2014); Vitória das Tabocas (2014); CRB (2014).
Números da última temporada: Pelo Sheriff (clube da Moldávia), atuou em 28 jogos. Venceu 16, empatou 9 e foi derrotado em 3. Marcou 1 gol.

::: Deixaram o clube

- Marcos (goleiro)
- Eduardo Bauermann (zagueiro)
- Ricardo Silva (zagueiro)
- Roger Carvalho (zagueiro)
- Bruno Pacheco (lateral-esquerdo)
- Breno Lopes (lateral-esquerdo)
- Silva (volante)
- João Victor (volante)
- Marcão Silva (volante)
- Ronaldo (volante)
- Paulinho (volante)
- Igor Henrique (volante)
- Andrigo (meia)
- Walter (atacante)
- Alison (atacante)
- Niltinho (atacante)
- Diego Rosa (atacante)
- Jefferson Nem (atacante)
- Pedro Henrique (atacante)

Leia mais...Realizar grandes campanhas nos três campeonatos que irá disputar na próxima temporada é o foco no Atlético. Se em 2017 o clube usou as boas verbas da Série A para diminuir as dívidas, equilibrar a saúde financeira e reformar as estruturas do CCT do Dragão e do estádio Antônio Accioly, em 2018 o pensamento é fazer um bom time para obter novamente o acesso a Série A para 2019.

Para o internauta do PORTAL 730 ficar bem interado sobre atual cenário do elenco atleticano, fiz um balanço completo com a situação de cada um dos jogadores.

Novos contratados:

- Tito (atacante - 28 anos) ::: contrato até o final de 2018 – ex-Confiança
- Chiquinho (atacante – 22 anos) ::: contrato até o final de 2018 - ex-Atlético/ES
- Diego Valderrama (volante – 23 anos) ::: contrato até o final de 2018 - ex-Sampaio Corrêa
- Diego Silva (volante – 28 anos) ::: contrato até o final de 2018 - ex-Sampaio Corrêa

Ainda tem contrato:

- Kléver (goleiro – final de 2018)
- Lucas Frigeri (goleiro – final do Goianão)
- Jorginho (meia – final de 2019)
- Luiz Fernando (meia – início de 2020)

Já renovaram:

- William Alves (zagueiro)
- Jonathan (lateral-direto)
- Gilvan (zagueiro)

Interessam para renovar:

- Breno Lopes (lateral-esquerdo)
- André Castro (volante)
- Igor Henrique (volante)
- Jefferson Nem (atacante)

Não ficam:

- Marcos (goleiro)
- Eduardo Bauermann (zagueiro)
- Ricardo Silva (zagueiro)
- Roger Carvalho (zagueiro)
- Bruno Pacheco (lateral-esquerdo)
- Silva (volante)
- Marcão Silva (volante)
- Ronaldo (volante)
- Paulinho (volante)
- Andrigo (meia)
- Walter (atacante)
- Alison (atacante)
- Niltinho (atacante)
- Diego Rosa (atacante)
- Pedro Henrique (atacante)

Leia mais...A partir da segunda metade do Brasileirão Série A, o Atlético teve uma grande mudança em seu esquema de jogo e, consequentemente, de atuação. Comandado por Marcelo Cabo e Doriva na primeira metade, o time conseguiu uma pífia campanha, comprometendo todo o restante do campeonato.

João Paulo Sanches assumiu a partir do duelo contra o Botafogo (1 a 1), no dia 23 de agosto, no Olímpico (GO). Na sequência, conquistou a segunda vitória do Atlético na competição e, ao mesmo tempo, sua segunda vitória no comando da equipe. Isto porque na 5ª rodada do 1º turno, após a demissão de Cabo, com JP a beira do gramado, o Atlético havia conquistado sua primeira vitória no BR17. Foi contra a Ponte Preta, no Olímpico, por 3 a 0.

Na última semana divulguei aqui no BLOG os nomes dos técnicos que interessam ao Atlético pra 2018 (clique aqui para conferir). Após análise do trabalho de João Paulo Sanches, tracei cinco motivos para uma possível permanência do técnico ainda interino no comando da equipe. 

1º O bom aproveitamento na Série A

Com um desempenho incrível, o Atlético de JP Sanches obteve 43% de aproveitamento. Se em todo o campeonato este fosse o mesmo desempenho do clube atleticano, estaria na 13ª colocação, conquistando a sonhada vaga para a Copa Sul-Americana. Segundo informações do analista de desempenho do Atlético, Rafael Cotta, o Atlético está na 15ª colocação na classificação do returno.

2º Conhecimento profundo do elenco

João Paulo Sanches foi um dos construtores do atual elenco do Atlético. Ainda no comando de Marcelo Cabo, foi encarregado de observar alguns jogadores antes de suas contratações. Por isso tem total propriedade para querer usar certos jogadores de várias maneiras em suas formações.

3º Evolução individual dos atletas

O conhecimento profundo do elenco permitiu com que João Paulo extraísse o máximo de seus comandados. Destaco alguns jogadores:

::: Luiz Fernando – Com o atual técnico no comando, a joia da casa marcou 90% de seus gols na Série A. Artilheiro do time na competição, Luiz balançou as redes por nove oportunidades. Destes, oito saíram em jogos que o time foi comandado por Sanches.

::: Diego Rosa – Apesar da maior parte da torcida não apoiar o atacante, Diego teve sua confiança retomada sob o comando de João. Das 21 partidas disputadas no Brasileirão, seus quatro gols foram marcados com JP no comando.

::: Andrigo – Foi fixado em sua posição e teve uma grande importância na evolução do sistema ofensivo do Atlético. Sua regularidade em campo foi primordial para o avanço técnico da equipe.

::: Jorginho – Com grande possibilidade de negociação no final desta temporada, Jorginho foi um dos grandes beneficiados das formações ofensivas de João. Com o atual sistema criado por Sanches, Jorginho pôde mostrar suas habilidades na distribuição de bola no meio-campo atleticano.

::: André Castro – Este entendeu sua função como 1º volante no time atleticano, conseguindo organizar bem o setor. É extremamente importante quando o time não está com a posse de bola. Organiza bem o sistema defensivo da equipe.

4º A consolidação do sistema defensivo do Atlético

A organização defensiva do 4-1-4-1, fez com que o time atleticano tivesse um saldo de gols positivo no comando de Sanches. Com os técnicos anteriores, a quantidade de gols sofridos se sobressaia ao de gols feitos. Veja:

Técnico:

GP

GC

SG

Marcelo Cabo

1

11

-10

Doriva

8

17

-9

João Paulo Sanches

28

27

1

5º Um bom relacionamento com a diretoria do Atlético

Desde que chegou ao clube, João sempre teve um ótimo relacionamento com o diretor de futebol e vice-presidente executivo Adson Batista. Procurei o atual técnico do Dragão para que falasse sobre esta boa ligação com a direção.

“É uma relação muito direta, onde procuro passar para o Adson todos os nomes de atletas que acho interessante e com o perfil do clube para a próxima temporada. A partir daí nós discutimos, mas a palavra final é sempre dele”, disse.

Leia mais...Com o calendário repleto de grandes competições, a diretoria atleticana traça metas ousadas para a próxima temporada. O pensamento é entrar forte no campeonato estadual, e não usá-lo apenas como um período de testes para o nacional, como nas duas últimas temporadas. Uma boa campanha na Copa do Brasil e o retorno a Série A também estão nas metas do clube rubro-negro para 2018.

Com um projeto que envolve toda a temporada, o Atlético busca por um comandante que conheça bem a Série B. Além do atual técnico (João Paulo Sanches), consegui apurar também nomes de treinadores que são conhecidos pelo futebol brasileiro e estão sendo estudados pela diretoria do clube.

João Paulo Sanches

Encabeçando a lista, o técnico ainda interino vem realizando um grande trabalho no clube nesta edição de Série A. Já com 22 jogos no comando, seu aproveitamento é de incríveis 44%. Se o time do Atlético tivesse estes mesmos números, poderia estar brigando até por pré-Libertadores. Sanches conhece muito bem a Série B, já que foi o campeão da temporada passada como auxiliar-técnico de Marcelo Cabo.

Marcelo Cabo

O nome do próprio Marcelo agrada muito a diretoria do Atlético. Campeão brasileiro em 2016, o treinador deixou o clube em 2017 após quatro derrotas consecutivas na Série A. Para a próxima temporada, a diretoria pensa em um trabalho nos mesmos moldes do vitorioso ano em que o time foi comandado por Cabo.

Dado Cavalcanti

Ainda sem uma equipe de ponta em seu currículo, o jovem Dado já foi cogitado no Atlético por algumas oportunidades. Sem clube há alguns meses, Dado afirmou ao site Grande Área que "é a hora de voltar”. Apesar do rebaixamento matemático, o treinador se diz “confortável para assumir um clube na reta final das Séries A e B do Brasileirão ou até mesmo para realizar o planejamento para 2018”.

Antônio Carlos Zago

Atual técnico do Juventude, Zago tem uma boa experiência na Série B e já até comandou o rival Vila Nova em 2011. Neste ano, comandou o Fortaleza na Série C e levou o time cearense a segundona. É um nome interessante para o Dragão.

Claudio Tencati

No Londrina desde 2011, o mais longevo técnico das quatro divisões do futebol nacional encerrou seu ciclo no Tubarão na última semana. Com um bom mercado entre os clubes das Séries A e B, Tencati também tem uma boa aceitação entre diretores do Atlético.

O Atlético passa a fazer experimentos visando a temporada 2018. Com isso, jogadores que não terão seus contratos renovados passam a ser apenas alternativas para o técnico João Paulo Sanches. Estes são os casos do volante Paulinho e do atacante Walter.

Paulinho

Leia mais...

Após duras críticas do diretor de futebol e vice-presidente executivo do Atlético, Adson Batista, o volante Paulinho foi sacado do time titular. Segundo o dirigente, na derrota para o São Paulo na última rodada Paulinho “jogou para ele mesmo”.

Walter

Já é certo que o atacante não fica no Atlético para 2018. Em várias entrevistas, Walter já demonstrou desinteresse na permanência no time rubro-negro e irá buscar “algo melhor”. Levando em consideração estas situações no extra-campo e seu baixo desempenho em campo, Walter sequer viajou para BH, mas estará a disposição para a próxima rodada. Neste jogo, será dada uma oportunidade para Diego Rosa.

Novidades em BH

O atacante Pedro Henrique (que disputou a Divisão de Acesso do Goianão 2017 pelo Grêmio Anápolis) e o meia Luís Felipe (da base) viajaram para Belo Horizonte para a composição do banco de reservas. Ambos podem entrar em campo no decorrer do jogo.

Situação dos goleiros

Com o afastamento do goleiro Marcos (por ter acertado com o Goiás para 2018), Kléver é o novo titular do gol do Dragão. Lucas Frigeri, que sequer era relacionado para os jogos, ficará no banco de reservas.

O time titular

Kléver; Jonathan, William Alves, Gilvan e Breno Lopes; Marcão Silva, Igor Henrique, Andrigo e Jorginho; Diego Rosa e Luiz Fernando.

Leia mais...O Atlético já pensa na temporada 2018. Renovações e novas contratações estão em pauta. A primeira renovação já foi acertada. O zagueiro William Alves, de 30 anos, vai ficar no clube de Campinas para o próximo ano.

Além dele, o diretor de futebol do Atlético Adson Batista também mantém conversas avançadas com o zagueiro Gilvan, o lateral-direito Jonathan, o lateral-esquerdo Breno Lopes e o volante André Castro.

Informações exclusivas

Durante a edição de sábado do programa Jogo Aberto, da Rádio 730, detonamos com exclusividade três notícias no Dragão.

::: Por ter acertado com o Goiás, o goleiro Marcos está afastado do Atlético até o final desta temporada e, a partir do jogo contra o Atlético-MG, Kléver é o novo goleiro titular do Dragão (clique aqui para saber mais)

::: Atlético acerta contratação do primeiro jogador para 2018: Diego Silva, volante de 28 anos (clique aqui para saber mais)

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757